Emlur leva oficina de reciclagem e teatro para a Estação Criança

Por - em 22

O projeto ‘Estação Criança’, que está acontecendo nas dependências da Estação Ciência Cultura e Artes, terá a participação da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana, a partir desta quinta-feira (8). Com atividades lúdicas e educativas, o Departamento de Valorização e Recuperação de Resíduos Sólidos (Devar) e a Direção de Arte e Cultura (Diac) da Emlur mostrarão às crianças e aos pais a importância da preservação do meio ambiente e a necessidade de se fazer a coleta seletiva.
 
A participação terá início no período da manhã com a apresentação do Teatro de Bonecos da Emlur, que falará de forma lúdica e interativa sobre a reciclagem e os problemas causados à cidade e ao meio ambiente quando não se faz o acondicionamento correto do lixo. Em seguida, o grupo de teatro ‘Agentes da Alegria’, formado por agentes de limpeza, encenará a peça ‘Contos da Coleta’. Brincando com alguns personagens de contos infantis e desenhos animados como Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Bob Esponja, o grupo mostrará como fazer a coleta seletiva e a separação correta do lixo seco e do úmido. A apresentação dos ‘Agentes da Alegria’ será dupla, com sessões pela manhã, a partir das 9h30, e à tarde, às 14h30, na quinta e sexta-feira (09).
 
Os artesãos e artistas plásticos da Oficina de Artes da Emlur farão uma Oficina de Reciclagem, a partir das 14h da quinta-feira, na qual as crianças poderão aprender a fazer um Xadrez Ecológico, jogo confeccionado a partir de materiais reaproveitáveis, como papelão e jornal velho. “As crianças verão como materiais que são descartados podem se transformar em matéria-prima para a confecção de jogos e brinquedos”, explicou o diretor da Oficina de Artes, Roberto Carvalho.
 
Para o superintendente da Emlur, Coriolano Coutinho, mostrando atividades de educação ambiental para as crianças pode-se realizar um maior trabalho de sensibilização. “Nossa participação terá um caráter educativo para os problemas ambientais, além de mostrar às crianças a importância da coleta seletiva e da separação adequada do lixo”, afirmou.