Emlur limpa e restaura Lagoa do Parque Solon de Lucena

Por - em 47

A Lagoa do Parque Solon de Lucena, cartão-postal da capital paraibana, vai ficar ainda mais bonita e limpa. Na manhã desta quarta-feira (17) a Autarquia Especial de Limpeza Urbana (Emlur) intensificou a ação de limpeza no anel interno com o corte do mato, a coleta de entulho, a pintura do meio-fio e a retirada de areia e vegetação de dentro da Lagoa. A previsão é de que o trabalho seja concluído dentro de uma semana.

Além dos equipamentos manuais como enxadas, vassouras, carrinhos de mão e ciscadores, a Emlur está utilizando quatro roçadeiras mecânicas, uma retroescavadeira, caminhões e um bote. Mais de 40 agentes de limpeza, incluindo a equipe de operações especiais, estão participando dessa operação na Lagoa. A ação foi acompanhada de perto pelo superintendente da autarquia, Coriolano Coutinho; pelo diretor de Operações, Orlando Soares; e pelo diretor do Departamento de Varrição e Coleta (Devac), Noé Estrela.

Segundo Coriolano Coutinho, o arrastão de limpeza faz parte do trabalho de recuperação e de melhoria de visual do anel interno, deixando-o mais limpo e agradável para os visitantes e para os pessoenses. Ele lembrou que a população também tem um papel importante na limpeza da cidade, colaborando no acondicionamento correto do lixo e jogando os resíduos nas papeleiras espalhadas pela Lagoa.

Essa operação é feita pela autarquia a cada 30 dias, mas havia sido interrompida devido às chuvas, que contribuem para o crescimento rápido do mato, e as obras de revitalização no anel interno da Lagoa, que está sendo feita pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). Além do arrastão mensal, equipes da Emlur fazem o trabalho de varrição duas vezes ao dia – pela manhã e à tarde – em toda a área, recolhendo das papeleiras e do chão o lixo jogado pela população.

Ação positiva – Todo esse aparato chamou a atenção das pessoas que passavam pelo local. A estudante Edilma Souza, 16 anos, moradora do Geisel, disse que esse trabalho é importante para manter a Lagoa organizada e limpa. A professora Maria das Neves Santos, 60 anos, moradora do Alto do Mateus, também gostou do que viu. “É um trabalho excelente. Nossa cidade é bonita por natureza e tem que ficar ainda mais limpa”, ressaltou.

Já o funcionário público Linaldo Cipriano, 50 anos, morador do Cristo Redentor, lamentou que a população não ajude o poder público a manter a cidade limpa. “As pessoas ainda não criaram o hábito de jogar o lixo na lixeira. É preciso que o povo seja mais educado, não espere só do poder público. Tem que fazer sua parte”, enfatizou.

Também estiveram na Lagoa o vice-prefeito, Luciano Agra, e o secretário da Infraestrutura, João Azevedo. Eles fizeram uma vistoria na área observando os pontos em que o poder público vai intervir para a recuperação do Parque Solon de Lucena, que já está em andamento.

História – Antigo sítio dos jesuítas, o lago de formação natural ganhou na década de 30 um projeto urbanístico assinado pelo arquiteto Burle Marx, com jardins, palmeiras imperiais e uma fonte luminosa. Até hoje, o Parque Solon de Lucena (Lagoa) continua sendo um dos principais cartões postais de João Pessoa. Para solicitações e reclamações, a população pode ligar, gratuitamente, para o telefone 08000 83 2425.