Emlur premia jovens vencedores do concurso ‘Reciclagente’

Por - em 19

Uma igreja feita de papelão, garrafa pet e jornal e um casal de bailarinos de vidro, ferro, jornal e papelão. Essas foram as duas peças mais votadas do ‘Reciclagente’, projeto desenvolvido com filhos de servidores da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur). Os trabalhos, feitos a partir do reaproveitamento de materiais, foram escolhidos pelos visitantes da exposição, que ocorreu na semana passada no Parque Solon de Lucena. Durante a mostra, a população teve a oportunidade de votar na sua peça predileta. O primeiro colocado recebeu uma bicicleta e o segundo levou um MP3 Player.

O grande campeão do ‘Reciclagente’ foi Edson Ferreira, de 15 anos, que fez uma igreja toda de material reciclável. Ele é filho de agente de limpeza e informou que se inspirou nas igrejas de João Pessoa, enquanto andava pelas ruas do Centro Histórico da Cidade. A peça campeã obteve 800 votos. Já o segundo lugar ficou com Jonathan Ferreira, 16 anos. Ele é filho de uma servidora da Emlur e revelou que sempre teve vontade de participar de uma oficina de material reciclável.

O diretor Administrativo Financeiro da Emlur, Coriolano Coutinho, parabenizou os jovens pelo trabalho que foi realizado e destacou a importância do projeto. “Esse projeto foi desenvolvido para envolver os jovens em torno da preservação do meio ambiente e da limpeza da cidade”, disse, acrescentando que a iniciativa faz parte da política de valorização dos servidores desenvolvida pela Emlur.

A superintendente da Autarquia, Laura Farias Gualberto, destacou que ficou surpresa com a qualidade do trabalho que foi desenvolvido pelos garotos. “Além de sensibilizar as crianças para a educação ambiental, descobrimos talentos com o ‘Reciclagente’. Os garotos fizeram peças lindíssimas através da reutilização de materiais e alguns já pensam em se aperfeiçoar nesse tipo de trabalho e levar a arte para o seu dia-a-dia”, observou.

O ‘Reciclagente’ foi desenvolvido pela Divisão de Bem-Estar Social (Dibis) da Emlur e envolveu jovens com idades entre 12 a 16 anos. Sessenta filhos de servidores da Autarquia de limpeza participaram do projeto. Durante a atividade os garotos passaram por palestras de educação ambiental, onde receberam informações sobre preservação do meio-ambiente. Depois, os garotos aprenderam as técnicas de confeccionar peças a partir de materiais recicláveis. Uma vez que dominando as técnicas foi chegada a hora de elaborar as peças que iriam para a exposição.