Emlur prepara abre-alas de escola de samba com material reciclado

Por - em 22

Com muita criatividade, cola, tinta e materiais reciclados, os artesãos e artistas plásticos da Oficina de Artes da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) estão preparando o abre-alas da Escola de Samba Independentes de Mandacaru, que este ano traz o ‘lixo’ como tema principal do desfile. O escudo, símbolo da agremiação, foi criado pelo artista plástico Roberto Carvalho, responsável pela Divisão de Reciclagem. A Independente de Mandacaru desfilará às 23h40, na próxima terça-feira (25), na Avenida Duarte da Silveira, Centro de João Pessoa.

Segundo o Roberto Carvalho, todo o trabalho feito pela equipe da Emlur para a escola de samba tem como objetivo mostrar da maneira mais simples a cultura popular do bairro de Mandacaru e chamar a atenção da população para o reaproveitamento de materiais e a preservação do meio ambiente.

“O tema escolhido pela agremiação é importante para mostrar às pessoas o cuidado que se deve ter com o meio ambiente, e lembrar que materiais provenientes do lixo podem ser reaproveitados seja em casa, no trabalho ou em qualquer ambiente”, disse o artista plástico.

Para preparar o abre-alas da Independente, a equipe da Oficina de Artes está utilizando tinta guache, cola, isopor, CDs e areia brilhosa. O grupo também está confeccionando o estandarte do bloco ‘Azulão’ da Guarda Municipal, que sairá do Busto de Tamandaré (Tambaú) em direção ao Sesc (Cabo Branco) no sábado (28).

O superintendente da Emlur, Coriolano Coutinho, reforçou a importância do trabalho realizado pela Oficina de Artes no reaproveitamento de materiais reciclados e também falou sobre as parcerias que a autarquia realiza entre os mais variados setores no que se refere aos trabalhos artísticos. “Nós mostramos que com criatividade é possível fazer um trabalho bacana, tendo como base materiais que se costuma jogar no lixo”, ressaltou.