Emlur realiza palestra durante evento do Tribunal do Trabalho

Por - em 26

A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) ministrou nesta terça-feira (22) palestra sobre os três ‘Rs’ (reduzir o consumo, reutilizar e reciclar) para os servidores do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). A atividade fez parte da programação do ‘Dia da Terra’, data em que o TRT fez o lançamento do Programa de Responsabilidade Sócio-Ambiental do órgão. Essa iniciativa prevê, entre outras ações, a implantação da coleta seletiva na instituição. Todo o processo contará com a colaboração dos educadores ambientais da Emlur.

Além de ministrar a palestra que teve como tema “A Política de Ecoeficiência dos 3 Rs”, a Emlur levou para a atividade uma exposição com peças feitas a partir do reaproveitamento de materiais e uma apresentação do seu grupo de percussão o ‘Baticumlata’. Na exposição, instalada no hall de entrada do TRT, os visitantes puderam ver jarros feitos de papelão, móveis de sucata, talhas de isopor, entre outros objetos de decoração e utensílios. Todo o material foi confeccionados pelos artesãos e artistas plásticos da Autarquia.

Já o ‘Baticumlata’ usou objetos que geralmente são jogados no lixo e materiais de trabalho usados pelos agentes de limpeza, como baldes, tonéis e vassouras para fazer música. O grupo de percussão tem o objetivo de chamar a atenção para a necessidade de promover o reaproveitamento de materiais e mostrar que do lixo pode nascer a arte.

A presidente do TRT, Ana Clara Nóbrega, fez a abertura do evento falando da necessidade e da importância de preservar o meio ambiente para a sobrevivência das gerações futuras. “Preservar o meio ambiente não é um modismo”, destacou. A magistrada pediu ainda a colaboração de todos os servidores do TRT no engajamento desse programa, que foi lançado nesta terça-feira e que tem o objetivo de promover a preservação através da adoção de medidas simples.

A superintendente da Emlur, Laura Farias Gualberto, destacou em sua fala a importância de se fazer a separação dos resíduos como forma de gerar renda para as famílias dos agentes ambientais, que sobrevivem da venda de material reciclável. “Eles transformam o lixo em luxo, pois o maior luxo que se tem hoje é o alimento”, comentou.

Logo depois as educadoras ambientais da Emlur, Elma Xavier e Ana Lúcia Nascimento, ministraram a palestra sobre os três ‘Rs’. Elas falaram também do que diz a Constituição Brasileira sobre o meio ambiente e informaram sobre o decreto 5.940, que institui a implantação da coleta seletiva nas repartições públicas federais. As técnicas ainda explicaram para os participantes da palestra que antes de pensar em reutilizar e reciclar os materiais é necessário reduzir o consumo.

Por fim, as educadoras ambientais apresentaram para os servidores o projeto ‘Santo de Casa faz Milagre’, que implantou a coleta seletiva na Emlur, repartições públicas municipais, instituições de ensino, entre outras entidades. As técnicas também se propuseram a fazer o treinamento dos funcionários para que a coleta seletiva seja implantada dentro do TRT.