Emlur realiza palestras sobre coleta seletiva nas escolas

Por - em 41

As escolas municipais de João Pessoa estão recebendo a visita de educadores ambientais da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur). Os técnicos estão levando para os estudantes informações sobre a coleta seletiva, para que os jovens se tornem multiplicadores e fiscais do processo de separação do lixo dentro de suas casas e escolas. Nesta quarta-feira (12) foram visitadas as escolas Virginius da Gama e Melo (Mangabeira) e Índio Piragibe (Bancários). As palestras contaram com a participação de cerca de 500 alunos.

Durante as palestras, os educadores levaram informações sobre o projeto ‘Acordo Verde’, que está implantado a coleta seletiva nos bairros de Anatólia, Jardim São Paulo, Jardim Cidade Universitária, Bancários e Mangabeira. Na oportunidade também foi apresentado para os alunos o projeto ‘Santo de Casa faz Milagre’, cujo objetivo é que está implantando a coleta seletiva nas repartições pública municipais e nas escolas da rede municipal.

Conforme contou a superintendente da Emlur, Laura Farias Gualberto, o objetivo dessas visitas é fazer com que os jovens “vistam a camisa” da preservação do meio ambiente e passem a fazer a coleta seletiva e ainda difundir essa prática para outras pessoas. “Queremos que eles tenham consciência e transmitam a importância da coleta seletiva para a natureza e para a geração de renda das famílias dos agentes ambientais, que sobrevivem da venda do material reciclável”, destacou.

“Nós gostamos muito de trabalhar com crianças e adolescentes. Partimos do princípio que o cidadão começa a ser formado quando jovem. Levando esses conceitos para eles, estamos contribuindo para que no futuro tenhamos pessoas mais conscientes e inteiradas do seu papel como agentes de preservação do meio ambiente”, comentou a superintendente.

A psicopedagoga da escola Virginius da Gama e Melo, Fátima Sarmento, destacou a importância da Emlur em ministrar palestra na instituição de ensino. “Os alunos aprendem muito com palestra educativa, que são riquíssimas em informações teóricas e práticas. Nesse contato é feita conscientização e se mostra aos alunos a importância da reciclagem e da separação do lixo ser feita na escola, no trabalho em casa”, comentou.

Os alunos das duas instituições de ensino prestaram muita atenção nas informações que foram repassadas pelos educadores ambientais, que usaram imagens e textos em sua apresentação. Ao final da sensibilização, os jovens se comprometeram a fazer a separação dos resíduos dentro de suas casas e escolas e ainda transmitir informações para amigos e familiares.