Empreender festeja três anos e libera mais R$ 454 mil, na 2ª

Por - em 23

Mais de R$ 9 milhões investidos na abertura, expansão ou modernização de 5.200 pequenos empreendimentos e cerca de 12 mil empregos diretos e indiretos gerados em João Pessoa. Este é o saldo do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP), que está completando três anos. Para comemorar os números, o primeiro programa de crédito orientado da Capital vai liberar, na próxima segunda-feira (28), mais R$ 454 mil em financiamentos para 263 famílias. A solenidade está marcada para as 15h, no auditório do Shopping Sebrae, no Bairro dos Estados. No local também será realizada uma exposição dos produtos fabricados por empreendedores beneficiados pelo programa.

Para o secretário de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), Raimundo Nunes, o Empreender-JP está mudando o perfil econômico de João Pessoa e ajudando a melhorar a qualidade de vida de pessoas que antes eram excluídas da economia formal. “O grande mérito do programa é que ele age em duas frentes distintas: ele é de inclusão social, num primeiro momento, e depois de desenvolvimento empresarial”, explica.

O secretário afirma que o Empreender-JP está comemorando três anos de atuação coroado de êxitos. “Temos a idade de criança, mas a musculatura de adulto”, ressalta. Além das metas superadas, ele cita a adimplência dos beneficiados, que está na faixa dos 94%, como um exemplo nacional. “Este é um índice que devemos comemorar e mostra o quanto o programa é importante e está dando certo”, festeja.

Ele diz que a exposição de produtos do Empreender-JP é uma excelente oportunidade para as pessoas conhecerem as potencialidades dos empreendedores da Capital. “O programa está descobrindo potencialidades. Para se ter uma idéia, vários dos nossos beneficiados estão se preparando para exportar seus produtos e outros conquistam o mercado em vários estados do Brasil”, relata.

Um desses projetos é o ‘Ciranda Cirandinha’, que cria brinquedos educativos. Há dois anos, o grupo formado por seis mulheres recebeu orientação do Empreender-JP, se transformou em associação e hoje comercializa produtos em vários estados do País. “Estamos buscando outro financiamento para expandir ainda mais nosso negócio”, conta Maria Leonila da Conceição Neto, presidente da associação.

O show room do grupo e a oficina funcionam na casa de uma das associadas. “O local está pequeno e não oferece conforto aos nossos clientes. Precisamos expandir e vamos fazer isso com a ajuda do Empreender-JP”, completa Leonila.

Outro exemplo é o da fabricação de bolsas. Nesse caso, já está sendo cogitada a possibilidade de exportar o produto para a Alemanha. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, o Empreender-JP está iniciando um relacionamento com o comércio exterior, incluindo países como Inglaterra e Chile.