Empreender Jovem vai liberar R$ 1,2 milhão em financiamentos

Por - em 29

Qualquer grupo de jovens que tenha uma idéia viável economicamente, possua de 18 a 29 anos de idade e esteja matriculado em instituições de ensino técnico, profissionalizante ou superior, pode agora solicitar financiamento de até 26 salários mínimos para implantação, modernização e expansão de pequenos negócios. O protocolo de intenções para viabilizar tal iniciativa foi assinado na manhã desta sexta-feira (26), entre o Banco do Brasil e a Prefeitura de João Pessoa (PMJP). A solenidade, que marcou também a abertura da ‘I Semana Municipal da Juventude’, aconteceu no auditório da reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e contou com a presença do prefeito Ricardo Coutinho (PSB). A nova linha de crédito do Empreender-JP, chamada Empreender-Jovem, vai contar com um investimento de R$ 1.280 milhões no total.

Durante a solenidade, o prefeito destacou que o Empreender-JP, como um todo, faz parte de um poderoso instrumento de geração de renda, envolvendo grupos pertencentes a segmentos que têm dificuldade de ser incluídos no mercado de trabalho. Daí a necessidade de iniciativas como a do Empreender-Jovem.

“É importante dizer que não estamos com dinheiro para qualquer projeto. Queremos que uma cadeia produtiva se desenvolva e para isso o projeto precisa ser economicamente viável”, esclareceu, ao ressaltar também que tal modelo de iniciativa, voltado ao público jovem, é pioneiro entre as administrações municipais do País.

Os recursos para financiamento dos beneficiários do Empreender Jovem poderão ser oriundos do Fundo Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Fundo Empreender) ou em parceria com uma das linhas de crédito do Banco do Brasil. O programa prevê também a capacitação e a elaboração de plano de negócio para os inscritos, com apoio de técnicos da PMJP.

Ainda segundo o prefeito, atualmente, o Empreender-JP já contabiliza mais de 3.500 empréstimos e mais de R$ 7 milhões investidos em microeconomia. A idéia é aplicar até o final da gestão algo em torno de R$ 10 milhões. “O segredo para isso é que o programa está ‘blindado’, porque ninguém, quem quer que seja, pode furar a fila. O outro segredo é a auto-sustentabilidade”, observou.

A solenidade contou ainda com a presença do secretário de Desenvolvimento Sustentável da Produção, Raimundo Nunes; porta-voz do Governo Municipal, Ubiratan Pereira; gerente executivo do Desenvolvimento Regional Sustentável do Banco do Brasil, Francisco Alves dos Santos; deputado federal Manoel Júnior (PSB); além de outros parlamentares da base de sustentação do Governo e jovens beneficiados por programas sociais desenvolvidos pela PMJP.