Empreender-JP faz nova entrega de contratos contabilizando 80 mil beneficiados

Por - em 101

O prefeito Luciano Agra liberou nesta terça-feira (29) mais de R$ 1 milhão em contratos de empréstimos por meio do Programa Municipal de Apoio aos Micro e Pequenos Negócios (Empreender-JP), beneficiando 353 pessoas. O valor é o maior já concedido em sete anos de existência do programa. A cerimônia de liberação de empréstimo foi realizada na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano.

Segundo Agra, o número de beneficiados direta e indiretamente pelo Empreender-JP chega a 80 mil pessoas. “Esse é, segundo o Sebrae, o melhor programa de microcrédito do Nordeste e o quinto melhor entre as capitais brasileiras”, afirma.

Modelo – Atualmente, o Empreender-JP é modelo para programas de microcrédito de 23 cidades do País. De acordo com o prefeito Luciano Agra, um dos fatores que leva o Empreender a chamar a atenção dos gestores públicos é o fato de ele ser um programa de custo reduzido. “O dinheiro investido volta para a prefeitura na forma de pagamento dos empréstimos”. Desde 2005, o Fundo Empreender já capitalizou R$ 50,1 milhões e aproximadamente R$ 20,6 milhões desse total vieram justamente do retorno dos empréstimos.

A cerimônia contou com a presença de 30 gestores de municípios de Minas Gerais que vieram a João Pessoa para conhecer o Empreender-JP e utilizá-lo como modelo para a implantação de projetos semelhantes. Na comitiva estão prefeitos, secretários de governo, vereadores e representantes do Sebrae, de bancos, de agências de desenvolvimento e de associações de classe, todos das microrregiões de Unaí, Paracatu e Patos de Minas. No total, 13 municípios mineiros enviaram representantes para a visita técnica em João Pessoa.

Luciano Agra destacou que as prefeituras têm um papel importante no estímulo ao empreendedorismo e desenvolvimento econômico do País. “As prefeituras podem e devem colaborar para o crescimento do mercado das micro e pequenas empresas quando há ausência de agências para esse fim”.

Investimento – Com a liberação desta terça-feira, o Empreender já investiu na economia da Capital, apenas com recursos próprios, R$ 40,6 milhões por meio de 19 mil contratos de empréstimo. O número de inscritos em sete anos de existência do programa chega a 39.549 micro e pequenos empreendedores. Desses, 19.346 já foram capacitados.

A estimativa do secretário do Trabalho, Produção e Renda, Raimundo Nunes, é de que, até o fim do ano, o volume de recursos investidos pelo Empreender na economia da Capital chegue a R$ 65 milhões, beneficiando diretamente 25 mil micro e pequenos negócios. “No primeiro ano, nossa meta era investir R$ 1,5 milhão, o que daria R$ 10,5 milhões em sete anos. É com satisfação que podemos dizer que superamos em muito esse valor”.

A 82ª cerimônia de liberação de empréstimos do Empreender-JP beneficiou 353 micro e pequenos empresários. Desses, 119 fizeram renovação de contrato. “Esse número é muito importante para nós, porque indica que essas são empresas que já estão firmes e fortalecidas no mercado”, declarou o secretário Raimundo Nunes.

Beneficiados – Entre os beneficiários desta terça-feira está à pequena empresária Hilda Gomes da Silva, dona de um bar no bairro dos Bancários. Esse já é o quarto empréstimo que ela retira pelo Empreender-JP. Desta vez, foram liberados R$ 4 mil, que ele irá aplicar na ampliação do bar. “Vou cobrir uma parte dele e precisava de dinheiro para comprar o material”, afirma.

Para ela, o Empreender ajudou a melhorar o orçamento familiar. “Foi uma coisa muito importante na minha vida. Antes eu tirava assim uns R$ 700 e, hoje, já são até R$ 2 mil por mês”, afirma.

Programa exemplo – O prefeito do município de Bonfinópolis, Luiz Araújo, é um dos integrantes da comitiva de Minas Gerais e afirma que a imagem que os gestores estão tendo de João Pessoa é a melhor possível. “Os colegas prefeitos estão encantados com o que encontraram aqui”, afirma.

Luiz Araújo também é presidente da Associação dos Municípios do Noroeste de Minas (AMNOR). De acordo com ele, a intenção dos prefeitos é analisar a proposta do Empreender-JP e adaptá-la à realidade de suas regiões. “A nossa situação lá é um pouco diferente daqui. Somos municípios muito pequenos e com baixa densidade populacional. Portanto, o nosso objetivo é unir forças e formar um programa regional”, explica.

Cerimônia – O evento na Estação Cabo Branco foi aberto com uma apresentação da Orquestra Sanfônica, que tocou sucessos da música popular nordestina. Os integrantes fazem parte da associação Balaio Nordeste, entidade beneficiária do Empreender-JP que reúne grupos culturais de João Pessoa.

Durante a cerimônia, o microempresário Arnaldo Coelho, beneficiário da linha de crédito Tradicional, falou em nome dos demais empreendedores. “Agradecemos muito por essa oportunidade de crescimento. Esse projeto é muito importante para todos nós, para que possamos trabalhar e vencer”, declarou.