Empreender-JP faz última liberação de crédito do ano

Por - em 176

O Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios de João Pessoa (Empreender-JP) realiza na próxima segunda-feira (21), às 10h, a última liberação de contratos deste ano. O evento acontece no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria. Na oportunidade serão aplicados R$ 306.450,00 em empréstimos, distribuídos entre 182 contratos – uma média de R$ 1.683,79 por beneficiário.

Durante o ano de 2009, o Empreender-JP investiu aproximadamente R$ 3,8 milhões no apoio a micro e pequenos negócios da Capital, atendendo a 1.888 projetos. Isso representou que, por mês, em média 157 empreendedores tiveram a oportunidade de receber capacitação técnica e de reforçar o caixa de suas empresas graças ao programa.

Desde que foi criado em 2005, o Empreender-JP liberou R$ 17,7 milhões. Só neste ano o programa investiu 21% do valor total. Nesses quatro anos quase 8 mil contratos foram firmados. Para 2010, o programa deve investir R$ 5,5 milhões, segundo previsão do Plano Plurianual (PPA) da Prefeitura de João Pessoa, beneficiando 2,6 mil contratos.

Linhas especiais – Entre os 182 projetos que serão liberados na próxima segunda-feira, 21 são provenientes de linhas de crédito especiais, modalidades criadas para colaborar com as ações de políticas públicas da Prefeitura de João Pessoa. Há contratos das linhas Capital de Giro, Mercados Públicos, Jovem, Grupos Comunitários e 50+.

Personagem – Para o corretor de imóveis autônomo Hugo Freire Muniz, de 69 anos, o Empreender-JP não garantiu apenas recurso financeiro par dar mais fôlego aos negócios, mas principalmente uma importante reciclagem profissional. “Eu fiz o curso de capacitação em agosto e foi excelente. É um negócio simples, mas muito atraente. A gente aprende brincando. Aprende como comprar, como vender, como atender e como administrar a empresa”, explica.

Apesar da experiência de 38 anos como corretor de imóveis, Hugo avalia que os conhecimentos adquiridos no curso serão úteis. “A gente sabe muito disso na prática, mas falta um conhecimento teórico”. Aposentado e perto de completar 70 anos de idade, Hugo afirma que o trabalho é mais do que fonte de renda: é também uma maneira de se manter ativo e saudável. Este ano ele passou quatro meses internado por causa de uma trombose. Precisou fazer mais despesas com tratamento e medicamento. Faltou dinheiro para investir na propaganda dos imóveis que negocia. Foi assim que, depois de recuperado, resolveu recorrer ao Empreender-JP.

O empréstimo do corretor de imóveis, no valor de R$ 1 mil, pela linha de crédito especial “Empreender 50+” (voltada a pessoas com mais de 50 anos de idade) saiu no dia 27 de novembro. Ele comenta que o valor parece pouco, mas que será essencial para voltar a fazer negócios. “A gente precisa gastar com propaganda em jornal, com panfletos, essas coisas. Vai ser muito útil para mim. Esse incentivo ajuda demais a gente”, declarou.

Sobre o programa – O programa de crédito Empreender-JP foi criado pela Lei 10.431, de 11 de abril de 2005, com o objetivo de estimular os micro e pequenos negócios por meio de empréstimos, a fim de gerar emprego e renda, contribuindo também para inclusão social.

Para ter direito ao financiamento, o candidato precisa ter 18 anos de idade ou mais, morar em João Pessoa há no mínimo seis meses e, no caso dos que solicitarem crédito até R$ 3 mil, possuir renda familiar de até quatro salários mínimos. Os juros são uma das grandes vantagens do programa: a taxa gira em torno de 0,9% ao mês, a menor do mercado para esse tipo de operação de crédito.

Inscrever-se é simples. Basta procurar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), na rua Cardoso Vieira, 85, bairro do Varadouro, para fazer o agendamento. Em seguida, a pessoa é chamada para explicar com o que trabalha e em que planeja aplicar o dinheiro (se em mercadoria, compra de equipamentos, móveis, peças etc). É feita a análise de crédito para saber se o candidato possui alguma restrição. Se tudo estiver correto, ele é convocado para o curso e as palestras de capacitação, ministrados em parceria com o Sebrae.