Empreender-JP inscreve mais de 440 pessoas só no primeiro dia

Por - em 542

Mais de 440 pessoas se inscreveram no Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios de João Pessoa (Empreender-JP) nesta terça (12), primeiro dia de inscrições. “Houve uma grande procura, que foi responsável pela formação de fila no início da manhã, mas tudo aconteceu de forma tranqüila e dentro do planejado”, avaliou o secretário de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), Raimundo Nunes. A população entendeu o nosso chamado. Mas é bom frisar que não precisa de correria, já que vamos permanecer com as inscrições abertas até o dia 31 de março, explicou. Os inscritos devem retornar a Sedesp na data agendada para efetuar o cadastramento e a partir daí iniciar o processo de seleção para ter acesso ao crédito.

O atendimento na secretaria começa às 10h. Para receber o público interessado e realizar as inscrições com mais segurança e agilidade, foi criado um programa de computador, que facilita o acompanhamento técnico dos beneficiados, desde a inscrição até a quitação das parcelas dos empréstimos. Uma equipe foi treinada para trabalhar exclusivamente no atendimento ao público.

Requisitos – Os interessados em participar do Empreender-JP precisam ter idade mínima de 18 anos, residir em João Pessoa há mais de seis meses e ainda ter o desejo de começar ou ampliar um pequeno negócio. Para o processo de inscrição, é necessário apresentar documentos pessoais e comprovante de residência. De acordo com o secretário Raimundo Nunes, a inscrição não implica na concessão de empréstimo. Haverá uma seleção que obedecerá aos critérios estabelecidos pela lei que criou o Programa Empreender-JP”.

Seleção – Os inscritos se submeterão a uma seleção eliminatória, onde serão avaliados a viabilidade de mercado, conhecimento mínimo da atividade, o bom conceito social e a aptidão empreendedora. O candidato ainda deve ter o seu Plano de Negócio aprovado pelo Comitê Gestor do Fundo Empreender. As pessoas atendidas pelo programa são orientadas na elaboração de seus planos de negócio, formados pela descrição da atividade da empresa, objetivos, estratégias e pesquisa de mercado, ressaltou Raimundo Nunes.

Capacitação – Mas o diferencial do Empreender-JP está no programa de capacitação. Antes de ter acesso ao financiamento, os futuros empreendedores participam de um curso de ‘Gestão Básica Empresarial’ com duração de 16 horas, além de assistir palestras empresariais sobre gestão de negócio, processo produtivo e marketing. Em um primeiro momento nós trabalhamos com a inclusão social e agora essas pessoas começam a receber o apoio no desenvolvimento empresarial, disse o secretário.

Os participantes também recebem apoio de técnicos da Sedesp na elaboração de um plano de negócios, da atividade por eles escolhida, que em seguida é avaliado pelo Comitê Gestor do Fundo Empreender. É uma espécie de bússola, que vai servir de orientação para o pequeno empreendedor, destaca o secretário.

Após a liberação do empréstimo, o beneficiário recebe acompanhamento de técnicos que o apóiam nos primeiros anos da atividade, orientando-o para melhoria e modernização do seu negócio. Cada empreendedor é visitado três vezes por ano e aí reside, talvez, a parte mais nobre do programa que é a possibilidade de correção de rumo, quando necessário, para garantir a sustentabilidade da aplicação dos seus recursos.

O programa Empreender-JP foi criado pelo Governo Municipal em abril de 2005, com o objetivo de implantar uma política de geração de emprego e renda e promover a inclusão social em João Pessoa. A medida que prevê a concessão de crédito de até 10 salários mínimos, com juros de 0,9% ao mês, para a população de baixa renda e os micro empreendedores está despertando a atenção de outros estados do País.