Empreender-JP já contabiliza R$ 15 milhões em financiamentos

Por - em 35

“Vamos transformar João Pessoa na capital brasileira da geração do emprego e da renda e do empreendedorismo”. A frase do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) traduz o êxito do programa Empreender-JP nos quatro primeiro anos de sua criação. Nesse período foram investidos quase R$ 15 milhões, beneficiando mais de 6,2 mil famílias. “O remédio contra a crise está no investimento nos pequenos e no incentivo ao desenvolvimento econômico das microempresas”.

Ricardo participou na manhã desta terça-feira (09) da 41ª solenidade de entrega de financiamentos a microempreendedores de João Pessoa. A última liberação de financiamentos do ano beneficiou 243 famílias e investiu mais de R$ 429 mil na abertura, expansão ou modernização de pequenas empresas. “Estamos no caminho certo, não tenho a menor dúvida. E será assim, investindo nos pequenos, que João Pessoa vai enfrentar a crise financeira que está abalando o mundo”, disse o prefeito.

O programa, implantado pelo Governo Municipal em 2005, já está presente em todos os bairros da capital. Estamos modificando o perfil econômico desta cidade. “Antigamente, os empregos eram gerados na administração pública e agora, depois do Empreender, o cidadão é dono do próprio nariz”, festejou Ricardo Coutinho.

Grávida de oito meses, a pequena empreendedora Kátia Cilene Cavalcanti de Lima foi uma das beneficiadas pelo programa na manhã desta terça-feira. Para ela, o programa Empreender-JP é o caminho mais correto para quem deseja abrir seu próprio negócio e investir no futuro. “Nunca pensei em ter acesso a um financiamento e trabalhar por conta própria. A prefeitura me deu essa oportunidade e agora é só pensar no futuro melhor e investir na melhoria de vida da minha família”, disse.

O Empreender é muito mais do que um programa de crédito. Além de financiar o pequeno empreendedor, ele educa para a vida. Antes de ter acesso ao financiamento, todos os inscritos no programa participam do curso de capacitação com duração de 18 horas e de palestras empresariais sobre gestão de negócio, processo produtivo e marketing. Eles também recebem ajuda de técnicos da Sedesp para a elaboração de um plano de negócios, que é analisado pelo Comitê Gestor do Fundo Empreender.

Além disso, todos eles assinaram um contrato de mútuo individual. Os nomes de todas as pessoas aprovados pelo Fundo Empreender e que receberam financiamentos foram publicados no Semanário Oficial do Município, esclarece Rui Ribeiro, presidente do Comitê Gestor do Fundo Empreender e diretor de Fomento à Produção da Sedesp.

Para o secretário Raimundo Nunes, o Empreender-JP é muito mais que um programa de crédito. Ele trabalha com a inclusão social de pessoas que precisam de apoio para crescer como empreendedores. Não fazemos simplesmente liberar financiamentos, nós preparamos essas pessoas para a vida empresarial, ressaltou.

O titular da Sedesp ressaltou ainda que a adimplência dos beneficiados é uma das maiores do país. Além disso, o retorno através dos pagamentos das parcelas já ultrapassa os R$ 2,5 milhões. Isso significa que as pessoas estão pagando e aprovaram o Empreender, comemorou.