Empreender libera 247 cheques e vai atender idoso e agricultor

Por - em 20

Mais 247 moradores da Capital adquiriram crédito para montar ou ampliar seus negócios nesta terça-feira (17), durante a 36ª entrega de financiamentos do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP). Foram liberados, desta vez, mais de R$ 420 mil.

Na solenidade, que aconteceu no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria, o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) lançou mais duas linhas especiais de crédito: o Empreender Melhor Idade e o Capital de Giro/Prohort, abrindo oportunidades para pessoas com mais de 60 anos e para pequenos agricultores. Em três anos, o programa já beneficiou 4.345 pessoas ou grupos, com a ingestão de R$ 9,7 milhões na economia da cidade.

Justiça social – O prefeito lembrou que o Empreender foi criado para atender a uma demanda estabelecida durante anos e que ficava à margem da economia e dos incentivos do poder público: os microempresários, os comerciantes informais.

“Fazendo justiça social, a Prefeitura desconta 1,5% de tudo o que é paga aos fornecedores do Município e aplica no Fundo de Apoio a Pequenos Negócios. Essa iniciativa está permitindo que a cidade desenvolva sua economia de baixo para cima. Pessoas sem nenhum acesso aos financiamentos das instituições bancárias estão recebendo qualificação e empréstimos do Empreender e ativando a cadeia produtiva formal. Só para se ter idéia, dos R$ 9,7 milhões investidos, quase R$ 7 milhões são de recursos próprios”, disse.

Políticas públicas – O secretário do Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), Raimundo Nunes, destacou que o Empreender está ampliando seus produtos e suas linhas de créditos para atender um maior número de pessoas, em diferentes situações sociais. “O programa segue o caminho das políticas públicas traçadas pelo Governo Municipal. Os idosos terão oportunidade de acesso ao crédito, assim como os pequenos agricultores a capital de giro para que não deixem de plantar por falta de sementes ou condições de trabalho”, lembrou.

Já o superintendente do Instituto de Previdência do Município (IPM), Rui Leitão, lembrou a importância de conceder crédito a idosos, muitos já aposentados. Segundo ele, essas pessoas ainda têm uma grande capacidade laborativa e podem contribuir ou mesmo prover a renda de suas famílias. “Dar oportunidade a essa parcela da população também mostra a preocupação deste governo com a qualidade de vida do idoso, que luta para continuar tendo uma vida produtiva”, disse.

Novas linhas – O IPM vai ficar encarregado de encaminhar a demanda de idosos interessados em crédito, para que possam ser capacitados e montem seus planos de negócios. Já os agricultores deverão procurar a Cooperativa dos Produtores Agroecológicos (Prohort), que ficará encarregada de liberar os empréstimos. Para esses, os cursos e planos de negócios são dispensados, levando em conta que todos já passaram pelo processo. A linha de crédito é para evitar que os produtores passem meses sem produzir, por falta de dinheiro para comprar sementes e insumos, já que muitas vezes ficam até três meses esperando o pagamento pela produção.

Os novos financiamentos foram liberados ainda na manhã desta terça-feira, a todos os 247 microempresários que tiveram contratos aprovados. Os beneficiários Mércia Alves, Rosemere Mariano Farias e João Neto receberam seus cheques durante a solenidade. “Sou aposentada e estou muito agradecida pela oportunidade de poder ajudar na renda de minha família”, disse Mércia, que falou pelo grupo.