Empreender libera mais 128 financiamentos nesta segunda

Por - em 30

O secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Recife, José Bertotti, participa nesta segunda-feira (19) da primeira solenidade de assinatura de contrato de financiamentos do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP) do ano. Ele vem conhecer o programa de microcrédito orientado que já beneficiou mais de seis mil famílias, investiu R$ 15 milhões e gerou 12 mil empregos diretos e indiretos.

O evento ocorrerá no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), a partir das 10h, e marcará o início do exercício de 2009 do programa de microcrédito orientado de João Pessoa. Desta vez serão beneficiadas 128 pessoas, que receberão mais de R$ 219 mil para investir na ampliação, reforma ou implantação de um pequeno empreendimento.

Recepção – Esta é a terceira vez que o Empreender-JP recebe a visita de membros do governo municipal da capital pernambucana. O secretário José Bertotti e sua comitiva serão recebidos pelo secretário Raimundo Nunes (Sedesp) e pelo prefeito Ricardo Coutinho (PSB), que apresentarão os números do programa de microcrédito orientado de João Pessoa e os dados técnicos, que fizeram do Empreender-JP um programa de sucesso e reconhecido nacionalmente. “O Empreender-JP poderá servir de modelo para atual gestão no Recife”, diz Raimundo Nunes.

Financiamentos – Os beneficiados são remanescentes do ano passado, pessoas que participaram dos cursos e elaboraram seus planos de negócios no final de 2008 e agora assinarão os contratos e receberão seus financiamentos. “É um número abaixo da nossa média mensal, que fica em torno dos 250 beneficiados, mas levando-se em consideração o período de recesso dos cursos de capacitação e dos planos de negócios podemos dizer que está satisfatório”, acrescentou o secretário.

Capacitação – Antes de ter acesso ao financiamento, todos os inscritos no programa participam do curso de capacitação com duração de 18 horas e de palestras empresariais sobre gestão de negócio, processo produtivo e marketing. Eles também recebem ajuda de técnicos da Sedesp para a elaboração de um plano de negócios, que é analisado pelo Comitê Gestor do Fundo Empreender.

“Além disso, todos eles assinaram um contrato de mútuo individual. Os nomes de todas as pessoas aprovados pelo Fundo Empreender e que receberam financiamentos foram publicados no Semanário Oficial do Município”, esclarece Rui Ribeiro, presidente do Comitê Gestor do Fundo Empreender e diretor de Fomento à Produção da Sedesp.