Empreender libera mais 279 mil e prefeito anuncia as novas regras

Por - em 19

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) realizou, na manhã desta sexta-feira (18), a 31ª liberação de crédito do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP), durante solenidade no Centro Administrativo Municipal (CAM). Cento e quarenta e quatro novos empreendedores foram beneficiados com financiamentos, que totalizaram R$ 279.743,60. Em dois anos e meio, o programa de geração de renda já beneficiou 4.197 pessoas, com um investimento total de mais de R$ 8,2 milhões na economia da cidade, significando que pelo menos dois negócios foram criados ou ampliados na Capital a cada dia.

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) disse que o Empreender-JP está mudando o perfil econômico da cidade, com uma metodologia inovadora no Brasil, que investe na base econômica formada por pequenos negócios. “A partir do incentivo ao pequeno negócio, ativamos a cadeia produtiva de baixo para cima. Nenhuma cidade do País conseguiu o que conseguimos nesses dois anos e meio, concedendo R$ 8 milhões em empréstimos. Hoje todos os fornecedores da Prefeitura contribuem com 1,5% do valor que recebem do Município para o Fundo Empreender, capitalizando o programa para fortalecer a economia da cidade”, explicou.

Ricardo afirmou que a Prefeitura está trabalhando para fechar o ciclo da cadeia produtiva e desenvolver ainda mais a economia da cidade e da Paraíba. “Isso depende muito mais de quem compra e de quem vende, mas nossa intenção é capacitar e qualificar nossas empresas para que o pequeno comerciante adquira os produtos confeccionados na cidade e no Estado. Hoje, a maioria dos ambulantes adquire produtos em Pernambuco. Pensando nisso, vamos inaugurar na próxima segunda-feira o Centro Vocacional Tecnológico na área de confecções, para capacitar e qualificar a nossa mão-de-obra para que possa oferecer produtos competitivos e de qualidade”, disse.

Regras – As novas inscrições para o Empreender-JP estarão abertas a partir do dia 12 de fevereiro e se estendem até o dia 31 de março. O edital 2008 é versão mais aprimorada do que foi publicado no ano passado. Desta vez está prevista, por exemplo, a desclassificação do candidato que não comparecer a sede da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp) para efetivar sua inscrição no dia e horário previamente agendados. Os inscritos no programa também deverão demonstrar aptidão empreendedora.

Ainda de acordo com o edital, os interessados precisam ter idade mínima de 18 anos, residir em João Pessoa há mais de seis meses e ter o desejo de começar ou ampliar um pequeno negócio. Para o processo de inscrição, é necessário apresentar documentos pessoais e comprovante de residência.

As inscrições podem ser feitas na sede da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), localizada na Avenida Cardoso Vieira, 85, no Bairro do Varadouro. De acordo com o secretário Raimundo Nunes, a inscrição não implica na concessão de empréstimo. “Haverá uma seleção que obedecerá aos critérios estabelecidos pela lei que criou o Fundo Empreender”, disse.

Economia formal
– O secretário do Desenvolvimento Sustentável da Produção, Raimundo Nunes, deixou claro que há critérios a serem seguidos para que as pessoas tenham direito ao financiamento. “Nenhum de vocês está aqui porque foi indicado. Estão porque são moradores de João Pessoa, têm mais de 18 anos e querem montar ou ampliar um pequeno negócio. O Empreender tem hoje uma carteira de mais de 4.200 clientes que foram habilitados ao financiamento com base nesses critérios. Temos a satisfação de dizer que, desses, cerca de 500 já têm condições de deixarem de ser pessoas físicas e se tornarem pessoas jurídicas, entrando para a economia formal.

O secretário de Ciência e Tecnologia (Secitec), Simão Almeida, lembrou que o Governo Municipal e o povo de João Pessoa travaram uma batalha para que o Programa Empreender fosse aprovado na Câmara Municipal, porque um grupo de vereadores era contrário. “Eles tiveram que engolir o projeto, porque o povo foi às plenárias e disse que queria. É assim que vamos construindo uma João Pessoa com mais justiça social e qualidade de vida”, destacou.

Financiamentos – Os empreendedores Adriano da Silva Pedrosa, Divoneide Josina de Brito e Maria José Santos de Lima receberam, num ato simbólico, os cheques do Empreender-JP. “Quero agradecer a Deus pelo presente e, em segundo lugar, ao prefeito. Quero dizer que vou aplicar bem esse dinheiro no meu trabalho e crescer a cada dia da minha vida”, disse Maria José, que conseguiu um empréstimo para montar um negócio de confecções.

A coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres (CPPM), Douraci Vieira, destacou a participação das mulheres no programa. “A mulher é um agente de desenvolvimento importante. Normalmente, elas têm mais dificuldade de entrar no mercado de trabalho e de acesso ao crédito e quando conseguem romper esses obstáculos, através da geração de renda, contribuem com a qualidade de vida das famílias e da sociedade. No Empreender, as mulheres são maioria e, por isso, foi criada uma linha especial de crédito para atendê-las, o Empreender Mulher”, disse.