Empreender libera R$ 283 mil em 164 cheques, nesta sexta

Por - em 36

O Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP) vai liberar, nesta sexta-feira (14), mais 164 novos financiamentos para empreendedores de João Pessoa. A estimativa é que sejam assinados contratos que somados superem os R$ 283 mil. Esta é última solenidade de liberação dos empréstimos de 2007 e vai acontecer no auditório do Centro Administrativo Municipal, em Água Fria, a partir das 10h.

Na avaliação do secretário de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), Raimundo Nunes, o ano de 2007 foi bastante positivo para o programa do Governo Municipal. “O Empreender-JP se firmou como um dos melhores programas de crédito orientado do Brasil e está servindo de modelo para muitos municípios do País e até mesmo outros estados”, festeja.

No exterior
– O sucesso do programa está despertando também o interesse de organismos internacionais, como é o caso, por exemplo, da Fundação Fiorello H. LaGuardia de Nova Iorque (EUA), que assinou um convênio de cooperação técnica com a Prefeitura de João Pessoa (PMJP). Em uma primeira etapa, o investimento no programa será de R$ 1 milhão.

O presidente da Fundação Fiorello H. LaGuardia, Patrick D’Addario, disse que o Empreender-JP é um dos melhores programas do mundo. “Estou no ramo de sustentabilidade há mais de 20 anos e não conheço nenhum programa municipal que se aproxime do que existe em João Pessoa. Vocês estão de parabéns por ter concretizado esse programa”, frisou.

Números – O Empreender-JP, criado em 2005, já liberou 3.569 cheques movimentando o mercado local com a injeção de R$ 7.480.059,98. Estão incluídos nestes valores os empréstimos direcionados ao ‘Cinturão Verde’. As cidades de Osasco, Recife e Olinda (PE), Coari, Maués e Manaus (AM) já visitaram João Pessoa para conhecer o modelo do programa de microcrédito que despertou elogios de membros da Organização das Nações Unidas (ONU).

A iniciativa, que prevê a concessão de crédito de até dez salários mínimos com juros de 0,9% ao mês, à população de baixa renda e microempreendedores, foi indicado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um dos principais produtos a ser apresentado na ‘Feira de Conhecimento de Experiência de Desenvolvimento Humano’, que vai acontecer no final de fevereiro de 2008 na Capital paraibana.

Inclusão social
– Muito mais do que liberar crédito, o Empreender-JP tem chamado a atenção do País por se tratar de um programa de inclusão social. “Nós não damos o peixe, ensinamos as pessoas a pescar”, diz Raimundo Nunes. Para ele, o programa ajuda pessoas que precisam de apoio para crescer como empresários. “Não liberamos financiamentos apenas, nós preparamos essas pessoas para a vida empresarial”, ressalta.

O secretário se refere ao programa de capacitação empresarial promovido gratuitamente para os inscritos no Empreender-JP. Antes de ter acesso ao financiamento, os futuros empreendedores participam do curso de capacitação com duração de 18 horas, intitulado ‘Curso de Gestão Empresarial Básica’, além de participarem de palestras empresariais sobre gestão de negócio, processo produtivo e marketing.

Os inscritos também recebem ajuda de técnicos da Sedesp para a elaboração de um plano de negócios, que é avaliado pelo Comitê Gestor do Fundo Empreender. Após a liberação do dinheiro, o beneficiário recebe acompanhamento de técnicos que auxiliam nos primeiros anos da empresa, orientando para melhoria e modernização da atividade.