Empreender realiza Feira da Inclusão Social no Sebrae

Por - em 43

Roupas, bijuterias, acessórios, artesanato e artigos para o lar. O que está sendo produzido pelos pequenos empreendedores do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP) estará exposto na Feira da Inclusão Social, que será realizada nesta segunda-feira (28), a partir das 14h, no Shopping Sebrae.

A proposta é apresentar à população produtos de qualidade com preços abaixo do que está sendo praticado no mercado. “Alguns dos produtos estão, inclusive, chamando a atenção do mercado internacional”, ressalta Raimundo Nunes Pereira, secretário de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp).

Ao todo serão 25 expositores apresentando sugestões de presentes para o Dia das Mães. “É uma oportunidade única. Lá, a população vai encontrar produtos de qualidade com excelentes preços”, diz Ruy Ribeiro, diretor de Fomento à Produção da Sedesp e um dois organizadores do evento. “O ambiente será bastante agradável com música ambiente, desfiles de moda e muita novidade para agradar o público”.

Entre os expositores está a pequena empresária Maria da Guia. Há dois anos ela procurou o Empreender-JP com a idéia de montar uma fábrica de bolsas, conseguiu o primeiro financiamento para compra de máquinas e matéria prima. “O pagamento deveria ser feito em 24 parcelas, mas tudo deu tão certo que antecipei e quitei minha dívida em seis meses”, conta.

As bolsas são feitas de tecido, crochê, linhas. A pequena fábrica é familiar. Lá trabalham o marido, os filhos e mais uma empregada. O que é produzido é vendido para diversos estados do País. Já estou vendendo para o Piauí e Ceará e para outras cidades da Paraíba também, completa. Agora ela está inscrita para receber um segundo empréstimo através do Empreender. Preciso expandir a produção, diz a dona de casa que virou uma pequena empresária.

Liberação de crédito – A feira faz parte das comemorações dos três anos do Empreender-JP, o primeiro programa de crédito orientado de João Pessoa. Neste período mais de R$ 9 milhões foram investidos na abertura, expansão ou modernização de 5.200 pequenos empreendimentos e cerca de 12 mil empregos diretos e indiretos gerados. “É um sucesso que está chamando a atenção do Brasil”, festeja Raimundo Nunes.

Nesta segunda-feira também haverá a liberação de financiamentos. Desta vez 263 famílias serão beneficiadas com mais de R$ 454 mil através das linhas de crédito disponíveis no programa. Atualmente 16.173 pessoas estão inscritas no programa. Deste total, 8.740 foram convocados para capacitação e 7.433 capacitados através de cursos e palestras. Hoje já são cerca de 100 pequenos empreendedores formalizados, e 120 em processo de formalização.

O empreendedor Sérgio Silva ingressou há pouco mais de um ano no Empreender-JP com o objetivo de abrir um pequeno negócio na área de reciclagem de cartuchos e manutenção de impressoras. No mês passado regressou para expandir a oficina e entrar para o mercado formal. Fiz o primeiro empréstimo, deu tão certo que agora estou fazendo o segundo. Este é um programa essencial, beneficiando as pessoas que não têm uma política de renda, avalia.

Seguindo os passos de Sérgio, outros pequenos empreendedores estão se destacando. Um desses projetos é o ‘Ciranda Cirandinha’, que cria brinquedos educativos. Há dois anos, o grupo formado por seis mulheres recebeu orientação do Empreender-JP, se transformou em associação e hoje comercializa produtos em vários estados do País. Estamos buscando outro financiamento para expandir ainda mais nosso negócio, conta Maria Leonila da Conceição Neto, presidente da associação.

O show room do grupo e a oficina funcionam na casa de uma das associadas. “O local está pequeno e não oferece conforto aos nossos clientes. Precisamos expandir e vamos fazer isso com a ajuda do Empreender-JP”, completa Leonila.