Encontro de música, dança e artes reúne jovens do Vale do Gramame, no sábado

Por - em 43

Uma parceria entre a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e a Escola Viva Olho do Tempo (Evot) vai vaibilizar, no próximo sábado (25), a realização da segunda edição do Encontro de Música, Dança e Artes do Vale do Gramame, que é formado pelas comunidades de Engenho Velho, Mituaçu, Gramame e Colinas do Sul. De acordo com a organização, o objetivo é despertar aptidões nos jovens que moram naquelas comunidades.

Participarão desse encontro mais de 30 jovens, com apresentações culturais de dança, músicas e artes plásticas. Tudo acontece na Escola Evot, que fica em Engenho Velho. Pela manhã, apresentam-se quatro grupos de dança e à tarde é a vez de 20 jovens compositores, que este ano terão padrinhos para compor o arranjo das letras criadas por cada um deles.

Entre os padrinhos estão o maestro Carlos Otávio, a cantora Gláucia Lima, Adeildo Vieira, Francisco Limeira, Daniel Jersi, entre outros. “Queremos que eles despertem para suas habilidades e possam também melhorar a auto-estima”, explica Dorci Gomes, organizadora.

Não haverá premiação, mas no final do Encontro será produzido um CD com todas as músicas dos participantes, com o apoio do estúdio ‘Pindorama’. A organização espera a participação de mais de 200 pessoas. Na Evot funciona uma escola de música, onde vários meninos e meninas da comunidade dispõem de aulas para aprender a tocar instrumentos e a cantar.

Avaliação – Para Marcos Antonio de Sousa, líder comunitário de Mituaçu, a iniciativa deste encontro cultura “é de fundamental importância para o desenvolvimento humano e cultural da nossa comunidade, além de ser um espaço em que os moradores podem reconhecer os talentos destes locais, e a partir daí, passar a reconhecê-los”.

A moradora de Engenho Velho, Judite Maria Palhano, participante do festival, afirma que um evento como esse “desperta o interesse da população pelas artes, proporcionando o aparecimento de novos talentos”.

Já a cantora Ana Lúcia, do Vale do Gramame, participante desde o primeiro ano, afirma que o encontro passado foi muito bom e, justamente por isso, é grande a expectativa em relação ao evento deste ano. “O primeiro ano do festival, apesar das dificuldades, superou a expectativa. Por isso, estou ansiosa em subir ao palco mais uma vez e reviver um momento especial para qualquer pessoa”.

Mais informações com Maria dos Anjos ou Bernadete, pelos telefones 8838-1129 ou 3220-1138.