Encontro ensina jovens e crianças como preservar o meio ambiente

Por - em 17

Cerca de oitenta crianças e adolescentes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) Centro Livre Meninada I e das Escolas Municipais Analice Caldas e Francisca Edivar (Rotary), além de educadores e professores, participaram durante toda a manhã desta terça-feira (16), do II Encontro Municipal de Conscientização Ecológica – “Vamos Eco-Ar Jaguaribe”, realizado no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB).

Durante o evento a coordenadora do Centro Livre Meninada I, Catarina Arruda, fez uma palestra sobre os problemas causados pelo lixo e um balanço do projeto desenvolvido há três anos em Jaguaribe. Também foram apresentados um vídeo, produzido pelas próprias crianças, mostrando o acúmulo de lixo nas ruas de Jaguaribe e fotos de várias atividades realizadas pelo projeto nestes três anos. No encerramento o Grupo de Rap do CLMI apresentou o Cordel da Amazônia. 

“O objetivo é sensibilizar  as pessoas que moram fazem parte do bairro para despertar um olhar diferente para a questão ambiental, que aconteça uma conscientização principalmente no que diz respeito à questão do lixo nas ruas. Sabemos que este é um trabalho de formiguinha e, por isso, nossa proposta é que o maior número de pessoas abrace a causa ou abrace Jaguaribe e que possamos juntos, em 2011, fazer um trabalho de preservação e combate ao lixo nas ruas do bairro propondo ações de mobilização”, destacou Catarina Arruda.

O “Vamos Eco-Ar Jaguaribe” é um projeto que há três anos vem transformando crianças e adolescentes atendidos pelo Peti Centro Livre Meninada I e escolas vizinhas em multiplicadores ambientais, com o objetivo de difundir o respeito ao meio ambiente com os moradores do bairro de Jaguaribe e comunidades próximas.

O projeto conta com o apoio do Instituto Alpargatas, que oferece materiais para serem reciclados e utilizados na produção artística com as crianças; do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), que já possibilitou  curso de reciclagem de papel para educadores e comunidade antiga Paulo Afonso, hoje Monte Cassino, como também a produção de compostagem desenvolvida pelos alunos do curso de educação ambiental do IFPB, e sabão ecológico para as famílias. Além da colaboração dos professores Claudeane, Gesivaldo e Lúcia Ribeiro e das educadoras do CLMI, Ana Flávia Santos e Clareana Cendy.