Encontro reúne representantes do audiovisual em João Pessoa

Por - em 29

Representantes de diversas entidades ligadas ao audiovisual brasileiro se reuniram neste domingo (21), na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte, durante o encontro preparatório do Seminário de Comercialização de Conteúdos Audiovisuais de Curta Duração, que acontece no mês de junho, em Brasília. O evento foi promovido pela Secretaria do Audiovisual (SAV) do Ministério da Cultura (Minc), em parceria com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por intermédio da sua Fundação Cultural (Funjope).

Além do diretor Executivo da Funjope, Chico César, estiveram presentes ao encontro o secretário do Audiovisual do Minc, Silvio Da-Rin; o diretor de Projetos e Programas Audiovisuais do Minc, Adilson Ruiz; a representante do Minc – Regional Nordeste, Taciana Portela; o diretor de programação do Canal Brasil, Alexandre Cunha; a diretora da TV Brasil, Erenice Mendes, a presidente da Associação Brasileira de Documentaristas, (ABD), Solange de Lima; o presidente da ABD, secção Paraíba, Carlos Dowling; a chefe da Divisão de Audiovisual da Funjope, Ana Bárbara Ramos, e ainda Zita Carvalho, do site Kinoforum; Vanessa Souza, do Projeto Porta Curtas e a distribuidora de filmes, Isa Castro.

O secretário do Audiovisual do Minc, Silvio Da-Rin, ressaltou que o encontro foi fundamental, diante da mobilização para o seminário que acontece em junho. “Este tipo de discussão é muito produtiva, pois quanto maior for o processo preparatório, mais exitoso será o nosso seminário”.

Da-Rin revelou ainda que o grande objetivo é discutir os modelos de negócios que possibilitem a rentabilidade dos realizadores de curtas metragens. “Foi muito importante este encontro em João Pessoa pela importância do Estado na produção de curtas no momento inicial do cinema novo, com Linduarte Noronha, no início dos anos 60, pelo trabalho fundamental do Núcleo de Documentação Cinematográfica (NUDOC) no final dos anos 70 e pelo importante momento de renovação do curta metragem paraibano”.

O diretor de Projetos e Programas Audiovisuais do Minc, Adilson Ruiz, enfatizou que o encontro preparatório é o momento de levantar uma massa crítica inicial, multiplicando a quantidade de pessoas. “Por este motivo, foi plenamente conquistado o objetivo, inclusive, superou as minhas espectativas. Eu acredito que hoje demos um grande passo para que o seminário de junho tenha um grande êxito”.

O encontro objetivou mapear os principais agentes do mercado que se ocupam da compra, venda, distribuição e exibição de conteúdos audiovisuais brasileiros de curta-metragem. Na ocasião, foram sugeridas várias pautas para o Seminário de Comercialização de Conteúdos Audiovisuais de Curta Duração, a exemplo da discussão sobre a ‘Lei do Curta’, um dispositivo legal que regula a exibição de filmes brasileiros de curta-metragem nas salas de cinema do país, a comercialização do curta-metragem nas diferentes plataformas que se apresentam atualmente, conteúdos para mídias móveis e micro metragens.