Entenda a pesquisa realizada pela FGV

Por - em 33

Resultado de pesquisa desenvolvida pelo Ministério do Turismo (MTur), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) coloca a cidade de João Pessoa acima das outras capitais brasileiras na capacidade de atrair pessoas e negócios, de modo sustentável, no campo do turismo. Na prática, o resultado dessa pesquisa dá à Capital paraibana prioridade nas ações, nos projetos e na destinação de recursos federais por parte do Ministério do Turismo. Ou seja: João Pessoa está pronta para crescer na área do turismo.

Numa escala de zero a 100, levando-se em conta os 13 itens da pesquisa, João Pessoa ficou com a média de 69,3 pontos, enquanto que a média de todas capitais ficou em 59,3 pontos e a média das cidades não-capitais registrou apenas 46,7 pontos. Já a média das capitais do Nordeste ficou em 48,9 pontos e a média do Brasil nos 52,0 pontos.

Para o estudo, a equipe da Fundação Getúlio Vargas realizou um mapeamento minucioso das condições em que se encontram os 65 municípios estudados, segundo as 13 dimensões especialmente elaboradas para captar os elementos importantes para a competitividade de um destino turístico.

Essas 13 dimensões foram: infra-estrutura geral, acesso, serviços e equipamentos turísticos, atrativos turísticos, marketing, políticas públicas, cooperação regional, monitoramento, economia local, capacidade empresarial, aspectos sociais, aspectos ambientais e aspectos culturais.

Os números de João Pessoa, que deixam a cidade acima da média registrada em todo o Brasil, na região Nordeste e nas demais 26 capitais brasileiras, aparecem após levantamento em em 65 cidades brasileiras (‘Estudo de Competitividade dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional’), realizado este ano pelo Ministério do Turismo, em parceria com a FGV e o Sebrae.

O resultado detalhado do estudo foi apresentado na tarde desta quinta-feira (11), durante a abertura do ‘Seminário Técnico Sobre Competitividade nos Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional’, que acontece até esta sexta-feira (12) na Estação Cabo Branco de Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano Cabo Branco. O evento é promovido pelo MTur, FGV e Sebrae, com o apoio da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria do Turismo (Setur).

Excelente avaliação – No item infra-estrutura geral, que levou em conta a saúde pública, a energia, comunicação, facilidades financeiras (bancos, casa de câmbio etc.), segurança pública e urbanização, João Pessoa registrou o maior índice do país, com 78,4 pontos, enquanto que a média das capitais ficou em 70,5 pontos; as cidades do Nordeste com 60,2 pontos; e a média do Brasil em apenas 63,3 pontos.

Os outros índices ficaram assim:

Acesso (aéreo, rodoviário, sistema de transporte etc.): João Pessoa, 73,5 pontos; e Brasil, 68,7 pontos.

Serviços e equipamentos turísticos: João pessoa, 62,1 pontos; e Brasil, 44,3 pontos.

Atrativos turísticos (naturais, culturais, eventos etc.): João Pessoa, 59,2 pontos; e Brasil, 57,6 pontos.

Marketing (planejamento, feiras, eventos material promocional etc.): João Pessoa, 77,4 pontos; e Brasil, 37,7 pontos.

Políticas públicas: João Pessoa, 69,0 pontos; e Brasil, 50,3 pontos.

Cooperação regional (governança, projetos etc.): João Pessoa, 72,3 pontos; e Brasil, 48,9 pontos.

Monitoramento (pesquisa de demanda, pesquisa de oferta etc.): João Pessoa, 77,8 pontos; e Brasil, 34,9 pontos.

Economia local (participação do setor privado, empreendimentos etc.): João Pessoa, 63,5 pontos; e Brasil, 58,7 pontos.

Capacidade empresarial (qualificação profissional, concorrência e barreiras de entrada etc.): em João Pessoa, 76,9 pontos; e no Brasil, 51,1 pontos.

Aspectos sociais (educação, emprego, combate à exploração sexual, cidadania etc.): João Pessoa, 68,4 pontos; Brasil, 57,2 pontos.

Aspectos ambientais (código ambiental, água, coleta e tratamento de esgoto lixo etc.): João Pessoa, 68,0 pontos; e Brasil, 58,2 pontos.

Aspectos culturais (Produção cultural, patrimônio histórico, governança etc.): João Pessoa, 54,9 pontos; Brasil, 54,7 pontos.