Entidades firmam parceria em favor do meio ambiente

Por - em 31

Os representantes da sociedade civil organizada que participaram do I Curso de Capacitação de Multiplicadores em Educação Ambiental assinaram, nesta sexta-feira (30), o termo de compromisso onde assumem a responsabilidade de repassar o que aprenderam para outras 15 pessoas. Com essa ação, a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) pretende formar uma rede de multiplicadores para solucionar problemas ambientais nas diversas comunidades da Capital. Na solenidade, realizada na sede da Emlur, os participantes também receberam os certificados de participação no curso.

A formação, que teve a duração de 16 horas, foi realizada nos dias 9 e 10 de novembro, com a participação de 53 pessoas. O objetivo do projeto é fazer com que as pessoas que participaram do treinamento repassem os conhecimentos, formando ao final uma rede de multiplicadores que atuarão em várias áreas da cidade. Essas pessoas serão responsáveis pela elaboração de um plano de meta, que apontará os problemas da comunidade onde vivem e atuam e o que irá fazer para solucioná-los.

A superintendente da Emlur, Laura Farias Gualberto, destacou a importância da iniciativa e explicou que a formação dos multiplicadores foi o primeiro passo do projeto. “Além de promover a formação dos multiplicadores, nós ficaremos responsáveis pelo fornecimento do material (apostilas e vídeos) que será usado por eles para capacitação de novas pessoas. Também faremos o acompanhamento da aplicação das ações para cumprimento do plano de metas, que será formulado por cada um deles”, informou.

O diretor Administrativo Financeiro da Emlur e idealizador do projeto, Coriolano Coutinho, afirmou que a iniciativa trará grandes ganhos ambientais para a Cidade. “Nós temos que corrigir os erros que foram cometidos no passado em relação ao meio ambiente, para garantir às novas gerações um futuro melhor”, comentou.

O líder comunitário da Comunidade São Rafael, Alexandre Guedes, disse que foi muito importante participar do curso de multiplicadores, uma vez que serviu para esclarecer a importância de cuidar do meio ambiente e dos rios. Ele informou que já desenvolvia trabalho na localidade onde mora e que esse curso para aprimorar sua atividade. “Foi um curso de aprendizado formidável. A gestão está de parabéns por dar oportunidade para que pessoas carentes da comunidade se capacitem sem pagar nada”, acrescentou.

O curso de formação contou com a parceria das Secretarias de Desenvolvimento Social, Educação e Cultura, Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Centro de Educação Tecnológica (Cefet). Durante os dois dias de trabalhos, os participantes do curso receberam informações sobre educação ambiental, ecossistemas urbanos, consumo, desenvolvimento sustentável, resíduos sólidos, saneamento ambiental, os 3 ‘Rs’ (reciclar, reutilizar e reduzir o consumo), coleta seletiva e transformação do lixo em energia. Os multiplicadores responderam questionários sobre a realidade da comunidade onde vivem, participaram de dinâmica e assistiram a vídeos.