Equipe é treinada para usar nova técnica no combate ao mosquito da dengue

Por - em 36

A Prefeitura de João Pessoa vai utilizar uma nova técnica para combater o mosquito da dengue (Aedes aegypt). Trata-se de uma ‘armadilha’ para capturar o mosquito e que permite eliminá-lo ainda na fase do ovo. Nesta terça-feira (19), um grupo de 22 pessoas será treinado para usar o novo recurso. A capacitação começa às 9h, no Centro de Zoonoses de João Pessoa. O trabalho de campo começa já nesta quarta-feira (20), nos bairros de Pedro Gondim e Bairro dos Estados, que vão receber as primeiras ‘armadilhas’.

A técnica, chamada de ‘Oviposição’, utiliza um pequeno vaso de planta com água limpa e um pedaço de madeira onde o mosquito deposita o ovo. Em uma semana, antes de o ovo virar mosquito, o material é coletado e levado para análise laboratorial.

De acordo com a bióloga e técnica da Funasa Laura May, as ‘armadilhas’ serão instaladas nas residências e ajudarão no combate à dengue, já que os ovos serão eliminados antes mesmo de virar mosquito e servirão para monitoramento do tipo e incidência do vetor naquela área e da eficácia do inseticida. “Desta forma será possível uma tomada de decisão mais eficaz para eliminar o mosquito transmissor”, explicou.

De acordo com o chefe da seção de vetores do município, Nilton Guedes, a técnica de ‘Oviposição’ já é realizada em Recife (PE) com grande eficácia e será adotada em João Pessoa pelo menos nos próximos dois anos. Ele ressaltou a importância da população facilitar o trabalho de colocação e o recolhimento dos vasos de plantas com as armadilhas, que acontecerá em um prazo de sete dias. “A Secretaria de Saúde colocou à disposição um carro e uma equipe capacitada para fazer a retirada do material das residências, sem possibilidade de que esses ovos capturados eclodam e venham a virar um mosquito transmissor da dengue”, ressaltou Nilton.