Escola padrão vai beneficiar 1.200 alunos no Cidade Verde

Por - em 43

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) inaugurou a quinta escola padrão do município na manhã desta segunda-feira (16), no bairro Cidade Verde (Mangabeira). A nova unidade tem capacidade para atender 1,2 mil alunos (cujas matrículas já se iniciam nesta terça-feira, 17) e leva o nome do educador Afonso Pereira da Silva. O valor total da obra foi R$ 2,58 milhões em recursos próprios da Prefeitura de João Pessoa (PMJP).

Ricardo lembrou que até o próximo mês de abril o município inaugura mais três escolas, somando assim oito novas unidades em pouco mais de quatro anos de administração. Os estabelecimentos proporcionaram a abertura de mais 10 mil vagas na rede municipal de ensino.

“Trouxemos para a Prefeitura a responsabilidade de ampliar a nossa educação, incluindo a educação infantil. As antigas creches funcionavam apenas como um local onde os pais deixavam seus filhos para ir trabalhar. Hoje, os Creis – Centros de Referência em Educação Infantil – são espaços destinados também a educação. Nós já entregamos sete novos Creis e vamos inaugurar mais três até o mês de março”, garantiu.

Estrutura – A secretária de Educação e Cultura do município, Ariane Sá, explicou que a escola possui 10 salas de aula, laboratórios de ciências e informática, biblioteca, auditório, refeitório, coordenação pedagógica, sala de professores, secretaria, arquivo, diretoria, pátio coberto cozinha e duas baterias de banheiros (uma em cada piso). A Prefeitura está construindo uma quadra poliesportiva com 620 metros quadrados, que irá funcionar ao lado da escola.

Ariane Sá lembrou que a partir desta terça-feira (17) as matrículas no local serão iniciadas e a Secretaria irá disponibilizar uma equipe nos turnos da manhã e da tarde para fazer o cadastramento dos estudantes.

A pequena Naiana Oliveira de Araújo, de cinco anos de idade, foi ao local acompanhada de sua avó, a dona de casa Maria José Ferreira de Oliveira. Com sorriso no rosto, a menina não escondia a alegria de conhecer o novo colégio. Ela, que segundo a avó já gosta de estudar, disse que vai se interessar ainda mais pelos estudos quando começar a estudar na nova escola, que além de ser mais próximo da sua casa, é maior e pode oferecer estrutura adequada para o processo ensino-aprendizagem.

Apoio pedagógico
– O reitor do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), José Loureiro, esteve no local para prestigiar o lançamento da escola que leva o nome de um dos fundadores da instituição. Na ocasião, ele anunciou que o Unipê irá compor a Associação dos Amigos da Escola Afonso Pereira, oferecendo apoio pedagógico ao ensino que será realizado no lugar.

“Queremos que essa escola seja destaque na qualidade do ensino oferecido aos seus alunos. Por isso, o Unipê vai fazer parte da Associação e atuar com apoio pedagógico e contribuir para continuar a obra de Afonso Pereira pela educação do nosso Estado”, ressaltou.

O homenageado – As filhas de Afonso Pereira da Silva, Maria das Graças Pereira da Silva e Bernardina Freire, também estiveram presentes à inauguração e aproveitaram para doar livros à biblioteca que será instalada nas dependências da escola. Afonso Pereira nasceu no dia 30 de outubro de 1917, no município paraibano de Bonito de Santa Fé. Exerceu ao longo de sua existência, importantes cargos públicos e privados, federais e estaduais, como professor universitário, um dos fundadores do curso de Direito da UFPB e também de diversas escolas de nível fundamental, médio e superior na Paraíba. Com uma vida dedicada à Educação, o professor foi um dos seis educadores que, há mais de 37 anos, fundaram o Ipê/Unipê.

Ele se destacou como criador e presidente da Fundação Padre Ibiapina, presidente da Academia Paraibana de Letras (APL), membro do Instituto Histórico e Geográfico Paraibano, provedor da Santa Casa de Misericórdia, deputado estadual, oficial do Exército Brasileiro, jornalista, diretor-fundador do jornal ‘Correio da Paraíba’ e membro do Conselho de Notáveis do mesmo jornal.