Escola Virginius da Gama produz hortaliças sem produtos químicos

Por - em 19

Os alunos do 6º ao 9º ano da escola municipal Virginius da Gama e Melo, que está localizada no bairro de Mangabeira, estão integrados ao projeto ‘Horta Escolar’, que tem por objetivo produzir hortaliças sem o uso de produtos químicos. Toda a produção da horta é incorporada ao cardápio da merenda escolar da unidade.

Em termos pedagógicos o projeto contribui de forma significativa para o trabalho contextualizado dos conteúdos curriculares. Além de oferecer uma alimentação mais saudável, também permite ao aluno aprender e compartilhar produção, colheita e preparo dessas hortaliças. Os alunos atuam na horta voluntariamente em horário oposto ao da sala de aula, sob a coordenação do professor de matemática, e também técnico agrícola, Roussel Imperiano Silva.

Para o professor, diversos aspectos devem ser cuidadosamente verificados como o sistema de gotejamento e a refrigeração especial da terra. “Para um maior aproveitamento da horta devem ser verificados a disponibilidade de sol, água, condições de terreno e proteção de ventos fortes e frios”, explica ele.

Segundo a coordenadora da Educação Ambiental, Maria Auxiliadora Clemente, o projeto ‘Horta Escolar’ atua como uma terapia ocupacional, melhorando a visão dos alunos com relação a alimentação saudável feita com adubo orgânico, livre de agrotóxicos. A proposta metodológica do projeto é trabalhar com os temas transversais de alimentação e cultivo alimentar dentro de uma perspectiva multidisciplinar, com palestras e debates, apresentação de vídeos educativos, exposições de atividades que envolvam pesquisa sobre meio ambiente e a importância de hortaliças, cursos de capacitação em horta orgânica, produção de material sobre os nutrientes de vegetais, entre outras possibilidades.

O projeto contribui para a própria educação ambiental dos alunos, pois suas comunidades repassam o que foi absorvido na escola. Há também o aspecto econômico, pois o que é colhido nas hortas é aproveitado integralmente na merenda escolar, além do processo pedagógico enquanto fomentador da cidadania.

Na ultima semana, o aluno Tiago Ribeiro, do 9º ano, que participa do projeto há dois anos, esteve na Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), no Centro Administrativo Municipal (CAM), para entregar uma cesta ao secretário adjunto. A cesta era composta de coentro, berinjela, alface, pimentão, cebolinha, tomate e couve. O estudante disse que a entrega da cesta foi uma forma de mostrar os resultados do projeto.