Escritor carioca diz que Capital passou por um ‘processo de transformação’

Por - em 32

Em entrevista publicada no último domingo (02) em um jornal diário da Paraíba, o jornalista, professor e escritor Nilson Lage fez um elogio à cidade de João Pessoa, na qual não visitava há 8 anos. Para o estudioso, houve um “impressionante salto de qualidade em João Pessoa”, conforme consta a matéria.

Na Capital à convite da Universidade Potiguar, para ministrar dois finais de semana de aula para um grupo de 60 alunos do curso de pós-graduação em “Redação Jornalística”, Nilson Lage lamentou não poder curtir à praia, pois teria esquecido o calção de banho. Aos 71 anos, 37 destes de vivência nas redações de jornais, Lage é atualmente considerado um dos mais conceituados pesquisadores sobre os meios de comunicação.

Nilson Lemos Lage nasceu em 1936, no Rio de Janeiro. Formou-se em jornalismo em 1961. É professor titular da Universidade Federal de Santa Catarina desde 1992; do curso de graduação em Jornalismo, do programa de pós-graduação em Letras/Lingüística (área de Semântica) e do programa de pós-graduação em Engenharia de Produção e de Sistemas (área de Mídia e Conhecimento).

Como jornalista, trabalhou no Diário Carioca, Jornal do Brasil, Jornal dos Sports, Última Hora, O Globo, Manchete, Fatos & Fotos, O Jornal, Televisão Educativa do Rio de Janeiro; e nas assessorias de comunicação da Estrada de Ferro Central do Brasil, Caixa Econômica Federal e Eletrobrás.

Como autônomo, prestou serviços a dezenas de outras empresas e instituições. Como professor, trabalhou na Universidade Federal do Rio de Janeiro, na Universidade Federal Fluminense e em instituições particulares. É doutor em Lingüística, Mestre em Comunicação e Bacharel em Letras. Autor de mais de 125 publicações na área, entre livros, artigos científicos, trabalhos em congressos e textos acadêmicos, tem 38 anos de experiência em sala de aula.