Macaco-prego ameaçado de extinção nasce no Parque Arruda Câmara

Por - em 590

O Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), administrado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) – comemora o nascimento em cativeiro de uma espécie ameaçada de extinção. Trata-se de um macaco da espécie ‘Cebus Flavius’, conhecido como ‘macaco-prego galego’, que com apenas um ano da criação em cativeiro, já soma cinco exemplares da espécie na Capital. O sexo do animal será definido nos próximos dias.

O diretor da Bica, Edílson Lima, credita o êxito da rápida procriação em cativeiro a uma série de cuidados. “Cuidamos especialmente da alimentação dos macacos porque sem uma alimentação adequada diminui as chances de procriação. Também tentamos ao máximo não interferir nas instalações dos animais para que o local fique o mais próximo possível do habitat natural”, revelou.

Os exemplares do ‘Cebus Flavius’ chegaram à bica há cerca de um ano. Quatro exemplares foram recebidos no local após serem encaminhados pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas). “Essa espécie é um dos animais com maior risco de extinção por isso para nós é motivo de muito orgulho que ela tenha nascido no nosso parque”, disse o diretor da Bica.

Apenas nos próximos dias é que a equipe de veterinários do local entrará terá contato manual com o recém-nascido. De acordo com Edílson Lima, a equipe tem evitado contato com o filhote para não causar estresse aos animais. Após a entrada da equipe do parque no abrigo dos macacos é que será possível determinar o sexo do filhote.

O macaco-prego galego – De pelos longos e com uma pelagem amarelo clara, as primeiras notícias do macaco-prego galego datam da época da chegada de Maurício de Nassau, por volta de 1640. No entanto, a espécie só foi catalogada depois de 1700.

Atualmente, a espécie sobrevive apenas em alguns poucos fragmentos de Mata Atlântica dos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. As florestas onde os grupos foram observados são bastante degradadas e estão cercadas de plantações de cana-de-açúcar.

Devido à destruição de seu habitat e o número reduzido de animais na natureza, já é considerado um dos mais ameaçados de extinção do mundo. Mesmo com a entrada oficial na lista de animais em extinção, não há informações precisas sobre o número de macacos-galego existentes no mundo.