Espetáculo infantil resgata cultura popular e brincadeiras de roda

Por - em 32

O ‘Projeto Estação Criança’ apresenta, às 16h30 deste sábado (11), no anfiteatro da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, o espetáculo infantil baseado em brincadeiras populares ‘Quem quiser que conte outra’, da Companhia Oxênte de Atividades Culturais. A apresentação faz parte da programação especial da ‘Semana da Criança’, realizada pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP). A entrada é gratuita.

Uma das propostas do espetáculo é promover um resgate da cultura popular, através de cantigas e brincadeiras de roda. Com músicas ao vivo, cenário e figurino coloridos, o espetáculo conta a estória de três personagens que voltam para uma determinada cidade, com suas malas recheadas de brinquedos, para rever a Vó Gracinha e se deliciar com suas estórias e brincadeiras. Durante a peça, o público tem ainda a oportunidade de se divertir com os personagens Mateu e Catirina, do famoso conto popular do Boi Estrela.

Universo dos brinquedos – De acordo com o ator e também diretor Edilson Alves, o espetáculo, além de mergulhar no universo dos brinquedos populares, traz à tona toda a magia dos contadores de estórias. Através da literatura de cordel apresentada pela personagem Vó Gracinha, o espetáculo acaba estimulando a imaginação da criança, acredita.

Para o diretor, a peça também provoca reação no adulto que, diante de brincadeiras como ‘Coqueiro cai’, ‘Boca de forno’ e ‘Pão duro’, faz uma viagem no tempo. Para Alves, ‘Quem quiser que conte outra’ proporciona ainda um resgate da cultura popular subtraída com o advento das novas tecnologias. Com a utilização do computador, por exemplo, cada vez mais estimulada, as crianças, na maioria das vezes, acabam se distanciando de brincadeiras e personagens do universo da cultura popular, enfatiza.

Para a atriz Neide Melo, que interpreta a Vó Gracinha, o espetáculo é um musical infantil que, na simplicidade, emociona. É difícil ouvir a música Pai Francisco, por exemplo, e não relembrar os bons tempos de infância, destaca. É um espetáculo de memória para os adultos e de surpresas para a maioria das crianças, acrescenta a atriz Gorette Araújo, ao se referir à cena em que as personagens abrem malas, retiram brinquedos e começam a brincar.

Diversão para os adultos – Para os adultos, o ‘Quem quiser que conte outra’ reserva boas recordações. Voltei no tempo diante de brincadeiras como academia (amarelinha). Lembrei do quintal da minha casa e senti vontade de brincar com minha filha, disse a professora Maria da Paz Melo. Para ela, o pião, a bola de gude, a boneca de pano, o boi e a burrinha que surgem no decorrer do espetáculo despertam a curiosidade das crianças. Elas acabam querendo conhecer os brinquedos, acrescenta.

De acordo a jornalista Romye Schneider, em vários momentos, o espetáculo emociona. A peça me transportou para a infância. Fiquei emocionada ao perceber a curiosidade dos meus dois filhos, o mais velho com treze anos, para conhecer os brinquedos apresentados, falou, acrescentando que, até então, os meninos só conheciam a bola de gude e a ‘baleadeira’. A jornalista ainda destacou a beleza do espetáculo, através do colorido do figurino. Já para a estudante Alessandra do Carmo Silva, que não conhecia a estória do boi Estrela, do Mateu e da Catirina, a peça é pura diversão. Gostei bastante do que vi, declarou.

‘Quem quiser que conte outra’, segundo o educador físico e também ator do espetáculo, José Maciel, reflete um trabalho contínuo de pesquisa e estudos sobre a dramaturgia nordestina, uma vez que o texto é de criação coletiva da própria companhia, que existe há 25 anos. Isso nos permite ampliar as possibilidades de discussão da cultura e do folclore nordestino no universo da música, dos cantos, dos contos, versos, ditos e mitos, enfatiza o ator que ainda destaca como um ponto positivo a valorização do trabalho interpretativo dos atores.

O espetáculo existe há seis anos e já se apresentou em diversas cidades do País. No elenco, estão José Maciel, Jô Carvalho, Neide Melo, Gorette Araújo, Fábio Azevedo, Alberto Black e Edilson Alves.

SERVIÇO

Quem Quiser Que Conte Outra
Musical infantil (Resgate de brincadeiras e cantigas de roda)
Direção: Edílson Alves
Local: Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes (anfiteatro)
Hora: 16h30
Entrada: franca