Estação Cabo Branco apresenta o grupo ‘Latocando’, neste domingo

Por - em 30

O grupo de percussão ‘Latocando’, integrado por jovens do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), do bairro Funcionários III, será a atração musical deste domingo (9), no anfiteatro da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte. A apresentação começa às 16h30.

Cerca de 20 jovens participam do projeto que é realizado desde o ano de 2006, como alternativa para motivar e descobrir talentos e habilidades de crianças e adolescentes daquela comunidade. O objetivo é sair da rotina e ocupar o tempo com habilidades construtivas e educativas.

De acordo com o educador Cleber Amaro, o trabalho com essas crianças e adolescentes foi iniciado a partir da realização de oficinas de percussão, aproveitando latas, baldes e tambores de lixo. “Isto veio despertar um grande empenho dos participantes que, aos poucos, foram descobrindo o interesse pela música, pelos ritmos e danças.”

Amaro lembra que o ‘Latocando’ fez sua primeira apresentação na Alpargatas. Os dirigentes da empresa despertaram para a realidade dos adolescentes e decidiram abraçar a causa, firmando convênio com a Prefeitura Municipal de João Pessoa, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e Peti.

A parceria deu melhor estrutura ao ‘Latocando’, o que tem proporcionando maiores resultados. O grupo ganhou visibilidade com melhor produção, fardamento e adereços. Socialmente, os resultados estão no resgate da auto-estima dos integrantes e na melhoria da aprendizagem na escola, o relacionamento com colegas e educadores. Durante dois anos o ‘Latocando’ já realizou apresentações em escolas, praças, hotéis e eventos. Sua mensagem é amor, vida e incentivo.

Exposição – Além da música do ‘Latocando’, quem for à Estação neste final de semana poderá apreciar no primeiro pavimento da torre a exposição ‘A Ciência Aplicada à Conservação da Biodiversidade na Paraíba’, montada pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio) e aberta no dia 24 de outubro.

Estarão expostas fotografias, painéis, plotagens, vídeos enfocando as aves silvestres, os mamíferos aquáticos e os primatas brasileiros, além dos recursos naturais, os biomas, as espécies ameaçadas que povoam reservas, florestas e áreas de proteção ambiental da Paraíba. Há também fragmentos ósseos de cachalote e esqueleto de peixe boi.

Os painéis contêm textos que retratam a atuação do Instituto através dos projetos de seus centros e unidades no Estado, demonstrando a importância da ciência aplicada à conservação da biodiversidade.

A exposição também disponibiliza audiovisual para exibição de vídeos e espaço criativo infantil para desenho, além de computadores para que estudantes tenham acesso aos sites do ICMBio.

O público poderá visitar a Estação Cabo Branco de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, enquanto nos sábados e domingos, de 10h às 18h. As visitas monitoradas de escolas, grupos de melhor idade e do terceiro setor devem ser agendadas. Informações pelo telefone 3214.8303.