Estação Cabo Branco inscreve estudantes para aula de campo

Por - em 29

Escolas das redes municipal, estadual e privada, interessadas em obter aulas de campo para seus alunos na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte, poderão fazer um pré-agendamento pelo telefone para garantir dias e horários. As atividades terão inicio no mês de fevereiro e serão realizadas durante os três turnos, de terça a sexta-feira e também aos sábados, a partir das 11h. As atividades são gratuitas.

Para participar, as instituições deverão enviar ofício endereçado ao diretor geral da Estação Cabo Branco, Fernando Abath, solicitando a aula de campo e especificando o número de pessoas (máximo de 60, incluindo coordenadores e professores) e o objetivo pedagógico da aula. É preciso também imprimir o Termo de Compromisso que está no site da Prefeitura Municipal de João Pessoa (www.joaopessoa.pb.gov.br), no link da Estação, que terá que ser assinado pelo responsável da instituição solicitante. No Termo constam todas as regras de conduta necessárias à permanência na Estação, portanto, constitui-se em importante instrumento na informação aos alunos, professores e coordenadores acerca das regras de conduta durante a permanência na Estação.

Durante a aula de campo, o grupo será recepcionado por monitores da Estação Cabo Branco, devidamente identificados e compostos por alunos de nível superior de universidades locais, e divididos em dois para acesso às exposições, planetário ou oficinas pedagógicas.

A coordenação é do Setor de Gestão Educacional da Estação Cabo Branco, que tem como uma das atribuições elaborar planos específicos de caráter pedagógico, tendo como foco a ocorrência das aulas de campo e as visitas monitoradas realizadas junto às instituições educacionais previamente agendadas. As aulas têm caráter pedagógico, de informação e orientação sobre temáticas apresentadas na Casa através das exposições, oficinas e equipamentos, como o planetário, laboratório de robótica e, em breve, o museu de ciência e tecnologia.

De acordo com a chefe do Setor, Cássia Freitas, por ser uma unidade descentralizada da Secretaria de Educação, a Estação Cabo Branco tem a missão de difundir e popularizar a ciência, a cultura e as artes para a inclusão social. “Temos a responsabilidade de coordenar tanto o processo de aula de campo, propondo alternativas para confirmá-la como ação efetivamente educativa e inclusiva, como outras atribuições que contemplem a ampliação e afirmação da Estação Cabo Branco como um veio perene de educação na interface da ciência e das artes”, explicou.

Segundo Cássia Freitas, no ano de 2009, aproximadamente três mil instituições, entre públicas e privadas, tanto da Capital, municípios da Paraíba e de outros Estados, inscreveram seus alunos para aulas de campo na Estação Cabo Branco. Cerca de 15 mil estudantes participaram da atividade e também de oficinas pedagógicas. “A partir dessa grande demanda, nós fizemos uma reestruturação nos procedimentos e ampliação das temáticas para melhor atendimento da nossa demanda. Além disso, fazemos também sugestões de temas para exploração nas aulas de campo dos conteúdos permanentes e rotativos existentes na Casa, para que sejam retomados os assunto em sala de aula, articulando o máximo possível com os conteúdos vivenciados na aula de campo”. Maiores informações podem ser obtidas na Estação Cabo Branco, através dos telefones (83) 3214-8303 e (83) 8823-2233 para o pré-agendamento da aula de campo.