Estação Cabo Branco promove colóquio sobre violência contra a mulher

Por - em 112

A Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes promove, nesta terça-feira (24), o colóquio “Gênero, Violência e Direito”. Quatro debatedoras dos campos jurídico, sociológico e das lutas feministas discutirão as causas e soluções para a escalada da violência contra a mulher na Paraíba. Na ocasião, serão apresentados os últimos dados relativos a casos de maus-tratos e agressões e também sobre o sistema de proteção à mulher.

O evento será realizado no miniauditório do segundo pavimento da Estação das Artes, às 18h30, com entrada aberta ao público, que poderá participar com perguntas e considerações. As palestrantes convidadas são as professoras de Direito Marcela Zamboni e Eveline Lucena Néri; a advogada Katiele Marques, do Centro de Referência da Mulher; e a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres de João Pessoa, Nézia Gomes.

Casos – No primeiro semestre de 2012, foram registradas 80 mortes e 2.320 denúncias de violência contra a mulher na Paraíba, contra 818 registros no mesmo período do ano passado. O número de cidades pesquisadas também saltou de 80 para 100 neste ano, o que pesa nesta subida. Os dados são da Secretaria Estadual da Mulher e da Diversidade Humana. Com uma taxa de seis mortes por 100 mil habitantes, a Paraíba ocupa o 4º lugar no ranking nacional de violência contra a mulher, segundo relatório do Ministério da Justiça.

Em João Pessoa, o Centro de Referência da Mulher atendeu, de janeiro até 30 de junho deste ano, 169 vítimas de violência física, psicológica, sexual e patrimonial. De acordo com Nézia, ao chegar ao Centro de Referência, a vítima é recepcionada por uma equipe multidisciplinar. Dependendo do caso, ela pode ser encaminhada para receber ajuda psicológica, jurídica, terapêutica e até social – todas disponíveis no centro.

Brasil – A cada cinco minutos, uma mulher é agredida no país. Em quase 70% dos casos, o agressor é o namorado, marido ou ex companheiro. Na comparação com 87 países, o Brasil é o 7º que mais mata, e em 26% dos casos o motivo é ciúme. O estado mais violento é o Espírito Santo, com 9,4 homicídios por 100 mil. O número é menor no Piauí, com 2,6 homicídios por 100 mil mulheres.

Colóquio “Gênero, violência e direito”

• Marcela Zamboni, professora da UFPB (Tema: Homicídio afetivo-conjugal)
• Nézia Gomes, secretária de Políticas Públicas para a Mulher (Tema: Políticas públicas e combate à violência contra a mulher)
• Eveline Lucena Neri, professora da UFPB (Tema: Gênero e Direito)
• Katiele Marques, advogada do Centro de Referência da Mulher (Tema: Instrumentos de defesa jurídica para casos de violência de gênero)

Sobre as palestrantes

• Eveline Lucena Néri – Professora da UFPB. Mestra em Ciências Jurídicas e doutoranda em Sociologia pela UFPB. Vice-coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Gênero e Direito (Nepged), atuando nas linhas de pesquisa Direito, Gênero e Desenvolvimento e Violência de Gênero e Direito.

• Marcela Zamboni – Formada em Ciências Sociais, tem mestrado e doutorado em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Atualmente, é professora adjunta II do curso de Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação de Sociologia da UFPB. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Teoria Sociológica, atuando principalmente nos seguintes temas: confiança, sociologia das emoções e violência de gênero.

• Nézia Gomes – Graduada em Comunicação Social pela UFPB. Atualmente, é secretária de Políticas para as Mulheres da Prefeitura de João Pessoa. Integrou a ONG Feminista Centro da Mulher 8 de Março e a Marcha Mundial de Mulheres. Em 2005, assumiu a Assessoria de Comunicação da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres. Em 2009, assumiu a Coordenadoria de Políticas para as Mulheres, convertida em Secretaria de Políticas para as Mulheres.

• Katiele Marques – Advogada do Centro de Referência da Mulher.

Serviço
Colóquio “Gênero, Violência e Direito”
Terça-feira (24)
Hora: 18h30
Local: Miniauditório do 2° pavimento da Estação das Artes
Informações: 3214.8270 – 3214-8303
Entrada gratuita

Telefone de contato para a imprensa:
Victoria Borges – Setor de Eventos da Estação Cabo Branco
Fone: 8880.9155