Estação Cabo Branco tem bandeiras ao meio mastro pelo falecimento de Oscar Niemeyer

Por - em 101

A Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes amanheceu nesta quinta-feira (6) com as bandeiras do Brasil, Estado e Município ao meio mastro pelo falecimento de Oscar Niemeyer. O arquiteto, de renome internacional, assinou o projeto do primeiro conjunto edificado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), no bairro do Altiplano, que foi inaugurado em 3 de julho de 2008. Em virtude de sua morte, o prefeito Luciano Agra também decretou luto oficial de três dias.

A diretora geral da Estação, Marianne Góes, lamentou a morte de Niemeyer. “O mundo perdeu um grande arquiteto, um artista e um ser humano incrível”, comentou Marianne que tão logo tomou conhecimento do seu falecimento, às 20h50, horário local, comunicou aos funcionários da casa e pediu que as bandeiras fossem baixadas como forma de respeito ao construtor de Brasília. “Temos a obrigação de cuidar deste espaço, até porque é um legado para as próximas gerações”. 

Estação – O primeiro conjunto edificado da Estação Cabo Branco, que leva a assinatura de Oscar Niemeyer, possui uma área construída de8.500 metros quadrados, destacando-se a edificação principal com dois pavimentos suspensos apoiados em uma base única. Atualmente, o local se tornou um espaço de múltiplos saberes e conhecimento, recebendo, em média, 500 visitantes por dia.

Niemeyer – Oscar Niemeyer nasceu no Rio de Janeiro em 1907. É o arquiteto brasileiro mais influente da arquitetura moderna e o pioneiro na exploração de possibilidades construtivas e plásticas do concreto armado, aplicando a arquitetura como intervenção urbana.

As obras mais conhecidas são: o Conjunto da Pampulha (Belo Horizonte), os Palácios do Planalto e da Alvorada, o Congresso Nacional e a Catedral (Brasília), Parque Ibirapuera e Conjunto Copan (São Paulo), Museu de Arte Contemporânea e Passarela do Samba (Rio de Janeiro) e obras de destaque nos EUA, França e outros países. Mais informações sobre as obras de Niemeyer no site http://www.niemeyer.org.br/