Estação Ciência abre mostra do Instituto Chico Mendes, nesta 6ª

Por - em 22

Será inaugurada nesta sexta-feira (24), às 10h30, a exposição ‘A Ciência Aplicada à Conservação da Biodiversidade’, na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, localizada no Altiplano Cabo Branco. A exposição vai apresentar as ações, projetos e pesquisas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade no âmbito de todo o Estado, representado por três Centros Especializados de Fauna – aves silvestres, primatas e mamíferos aquáticos – além de quatro Unidades de Conservação Federais. A mostra permanecerá aberta até 1º de março de 2009 e aguarda um público visitante de mais de 100 mil pessoas.

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) foi convidado para a cerimônia de abertura, que contará com a presença do presidente do Instituto, Rômulo Mello. Será lançado o Plano de Ação para conservar as aves de rapina e assinada a parceria entre o ICMBio e a Fundação Padre Anchieta. Confirmadas ainda as presenças do diretor da Fundação Padre Anchieta, Mauro Alves Garcia e de autoridades estaduais, entre outros convidados. Haverá ainda a exibição de vídeos inéditos, fruto da parceria com a Fundação Padre Anchieta, sobre as espécies ameaçadas de extinção, a Arara-azul-de-Lear e Cebus Flavius, primata redescoberto depois de 350 anos.

Estação Cabo Branco – Inaugurada no dia 3 de julho deste ano, a Estação Cabo Branco – Ciência Cultura e Artes é uma obra de Oscar Niemeyer, cujos espaços proporcionam o experimento científico e o contato com a cultura e as artes. O complexo arquitetônico possui 8.571 metros quadrados de área construída, reunindo um conjunto de cinco estruturas, entre eles uma torre espelhada erguida em forma octógono, apoiada sobre uma parede cilíndrica com 15 metros de diâmetro.