Estação do Livro motiva criação da Roda da Leitura para crianças

Por - em 14

Até bem pouco tempo, as crianças do bairro do Rangel não tinham acesso facilitado à leitura. Mas desde que a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) implantou o projeto ‘Estação do Livro’, na Praça da Amizade, as tardes dessa turminha se transformaram. Além do empréstimo dos exemplares, a garotada também participa da ‘roda de leitura’, iniciativa realizada pelas estagiárias do curso de Letras e Pedagogia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Toda quarta e quinta-feira, a partir das 17h, a criançada se reúne. “O livro é escolhido em sorteio. Colocamos o nome de todas as crianças e o escolhido sugere o título dos livros. Os preferidos são as fábulas. Após a leitura, cada um do grupo recebe uma folha em branco e lápis de cor para desenhar sobre o que acabaram de ouvir. É mais estímulo ainda”, explicou Maria Emanuela, estagiária do projeto.

Outras vezes, as estagiárias distribuem desenhos para estimular a pintura. Em média, 30 crianças, entre meninos e meninas, participam do projeto. A iniciativa vem agradando não só as crianças, mas principalmente as mães, que vêm à praça fazer exercícios físicos e deixam os filhos na ‘Estação do Livro’. “Achei ótimo este espaço e agora com leitura e pintura meus filhos gostaram ainda mais”, disse a estudante Ivanilda Sousa, que estava com os filhos William e Wellison, de 8 e 4 anos, respectivamente.

Os irmãos Ítalo, de 9 anos e Iasmin, de 8 anos, também estavam no grupo. Eles afirmaram que foi a primeira vez que participam do projeto e adoraram. “Gostei muito e agora vou pedir sempre para a minha mãe nos trazer. Além de ler, pintamos e fazemos novas amizades”, disse Ítalo.

A ‘Estação do Livro’ na Praça da Amizade está em funcionamento desde o início do mês de maio e já tem 120 empréstimos catalogados. “Este percentual é bem maior, pois muitas crianças, e até adultos, lêem aqui nos bancos da praça e devolvem na mesma tarde”, disse Aldymary Lima, outra estagiária do projeto. O espaço funciona das 15h30 às 19h30. Dez estagiários se revezam no local para auxiliar os frequentadores sobre a escolha dos livros.

Para fazer o cadastro, o usuário precisa apenas do comprovante de residência e o número de telefone para contato. Depois de preencher a ficha com os dados pessoais, o morador já pode pegar emprestado o livro e ficar com o exemplar por sete dias, sem pagar nada por isto. A aceitação de todos tem sido excelente, tanto na procura pelos livros nas estações, como nas doações de exemplares, avaliou o coordenador da Biblioteca Municipal de João Pessoa, Marcos Paulo de Farias.

Para aderir à campanha doando livros didáticos, infantis, profissionais, gibis ou revistas basta procurar um dos postos de coleta espalhados pela cidade. Alguns deles funcionam no Paço Municipal, no Centro; Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria; Subprefeitura, em Tambaú; Estação Cabo Branco, no Altiplano e Secretaria de Saúde (SMS), na Torre. Os livros, em bom estado de conservação, devem ser depositados em uma caixa específica da campanha que estão disponíveis nos locais citados.