Estação Nordeste encanta público e consolida sua marca no país

Por - em 27

A 6ª edição do ‘Estação Nordeste’ ultrapassou as fronteiras e atraiu milhares de pessoas de várias partes do país. Assim, o evento se torna um dos mais conhecidos e esperados do verão no Nordeste. Este ano, a Prefeitura de João Pessoa, por meio da Fundação Cultural (Funjope) trouxe aos palcos montados na praia de Tambaú e no Ponto de Cem Réis, nomes como Maria Bethânia, Ana Carolina, Mano Chao, André Abujamra, Margareth Menezes, Zeca Baleiro, grupo Mawaca, entre outras atrações. Segundo estimativas dos organizadores do evento, mais de 100 mil pessoas conferiram as apresentações.

No festival que durou todo o mês de janeiro, os telespectadores não foram apenas os paraibanos, mas também turistas que estavam passando férias na cidade e visitantes que muitas vezes chegavam em caravanas só para prestigiar o evento. Iniciativas como estas podem se transformar uma espécie de porta aberta o auto consumo da cultura local.

“Em mais um ano de sucesso do Estação Nordeste, a Funjope se sente com o dever cumprido mas ao mesmo tempo com a consciência de que a batalha ainda continua para enaltecer a cena cultural da cidade”, disse o presidente da Funjope, Milton Dornellas.

O público agradece – O show de Mano Chao, que encerrou o Estação Nordeste, foi brindado com a participação maciça do público paraibano. “Vim do interior somente para participar deste show, que foi maravilhoso! Ele tem ótima presença de palco e a banda faz um som muito bom. A prefeitura de João Pessoa está de parabéns pelo evento, elogiou o professor de história Diogo Freitas, 27 anos, que viajou mais de 300 quilômetros para ver a apresentação do francês.

Para a mestranda de filosofia do Rio Grande do Norte, Myrna Barreto, que veio para João Pessoa exclusivamente para o show da cantora Maria Bethânia, o Estação Nordeste está cada vez melhor. “Eu estou encantada com a qualidade dos artistas que foram convidados. É uma oportunidade única assistir Maria Bethânia sem pagar por isso e, o melhor: Na praia!”, enfatizou.

O twitter na Estação – Uma das grandes novidades deste ano no Estação Nordeste foi a interatividade virtual com o público. Quem conferiu os shows pode deixar seu recadinho direto na página do twitter criado especialmente para o evento. As mensagens, postadas simultaneamente em um telão montado nas areias de Tambaú, deixaram claro a enormidade do número de pessoas de outras cidades. Piauí, Maranhão, Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia, Santa Catarina, entre outros, fizeram parte desta festa.

Repercussão nacional – Para se ter ideia da repercussão do Estação Nordeste no país, basta fazer uma busca num dos principais sites virtuais da área cultural do país: Catraca Livre (www.catracalivre.com.br). Esse meio de comunicação cibernético seleciona diariamente as melhores atrações culturais gratuitas ou com preços populares, que estão sendo realizadas na região metropolitana de São Paulo e de algumas capitais brasileiras.

As informações postadas no Catraca Livre são lidas por aproximadamente três milhões de pessoas que acessam o site por mês.O conteúdo é disseminado para outros meios de comunicação formando uma teia virtual. Isso engloba TVs instaladas em ônibus, estações de metrô, Portal UOL, Telecentros, Jornal Agora, TV Trama, Rádio Levis, Rádio CBN, MSN, Yahoo!, entre outras mídias. O Estação Nordeste também foi destaque em jornais como o Diário de Pernambuco e o O jornal A Tribunal do Norte, do Rio Grande do Norte, durante o mês de janeiro.