Estacine exibe ‘Terra de Ninguém’ e ‘O Aviador’ neste fim de semana

Por - em 54

O Projeto Estacine Mundi, que traz em abril filmes consagrados de diferentes países premiados com o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, exibe neste sábado (14) “Terra de Ninguém”. O longa bósnio foi vencedor em 2002. Já no domingo (15), entra em cartaz “O Aviador”, terceiro filme pela Mostra Martin Scorsese. Ambos vão ser exibidos às 16h, na Sala de Audiovisual, localizada no segundo pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A entrada é gratuita.

“Terra de Ninguém” (No Man’s Land, Bósnia-Herzegovina, 2001, 90 min.), trata com humanidade e perspicácia um dos episódios mais vergonhosos da história recente mundial: a limpeza étnica e o genocídio que varreram 200 mil vidas na Guerra da Bósnia, entre 1992 e 1995.

O filme parte do ponto de vista de dois soldados rivais abandonados à própria sorte na frente de batalha, Ciki (Branko Djuric), um bosníaco (bósnio mulçumano), e Ninan (Rene Bitojorac), um sérvio. Contrariando a sanha sanguinária que pede a eliminação um do outro, ambos têm de se ajudar caso queiram sair vivos da linha de fogo – daí a ironia por trás das atrocidades que geralmente figuram no gênero. “Terra de Ninguém” arrebatou nada menos que 27 prêmios, incluindo o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e o Festival de Cannes de 2002.

Guerra da Bósnia – Crises religiosas, o fervor nacionalista e a insegurança frontreiriça, herança da Guerra Fria, foram o tripé sobre o qual se assentaram as razões para a Guerra da Bósnia, que envolveu Sérvia, Montenegro, Eslovênia, Kosovo, Croácia, Bósnia-Herzegovina e parte da Albânia. Foi o conflito mais prolongado e violento da Europa depois da 2ª Grande Guerra. O saldo final foram 1,8 milhão de pessoas deslocadas e 83% das vítimas bosníacas mortas.

Estacine Scorsese – “O Aviador” (The Aviator, EUA, 2004, 170 min.) é a cinebiografia de Howard Hughes, interpretado por Leonardo DiCaprio. Hughes foi aviador, engenheiro, industrial, produtor de cinema e um dos homens mais ricos do mundo. Ficou famoso ao quebrar o recorde mundial de velocidade em um avião, construir aeronaves e por se tornar dono de uma das maiores empresas aéreas norte-americanas, a TWA.

O filme também se centra na movimentada vida amorosa do magnata, que incluiu affairs com divas como Ava Gardner, Katherine Hepburn, Ginger Rogers, Bette Davis e Lana Turner. Tão destro no amor quanto na sorte, escapou diversas vezes da morte, porque era ele mesmo quem testava os protótipos. Em 1938, alcança a glória ao dar a volta ao mundo em três dias e 19 horas, tornando-se o melhor e mais rápido aviador do mundo.

No entanto, durante as três últimas décadas de vida, acaba vítima da própria obsessão contra os germes, que desde a infância o acompanhou, e viciado em analgésicos até perder a lucidez. Mas deixou um legado inestimável para a história da aviação. “O Aviador” recebeu cinco Oscars: Melhor Atriz Coadjuvante (Cate Blanchett), Melhor Edição, Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia e Melhor Figurino.

SERVIÇO:
Estacine Mundi

Filme: “Terra de Ninguém”

Dia: sábado (14)

Classificação: 14 anos

Estacine Scorsese

Filme: “O Aviador”

Dia: domingo (15)

Classificação: 12 anos

Entrada gratuita

Horário: 16h

Local: Sala de Audiovisual da Estação Cabo Branco.

Informações: 3214-8303/8270.