Estudantes criam brinquedos e jogos educativos com material reaproveitado

Por - em 28

Depois que fizeram uma visita à Oficina de Artes da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), os alunos da escola Estadual Odilon Coutinho, em Mandacaru, mostraram que aprenderam a lição do trabalho do reaproveitamento de materiais. Com materiais reaproveitados do lixo os alunos criaram brinquedos e jogos educativos. O resultado do trabalho pode ser conferido durante a 2ª Feira de Ciência da instituição de ensino, realizada nesta sexta-feira (21). Para o evento, a Emlur levou algumas das peças que são feitas pelos artesãos e artistas plásticos dentro da Oficina de Arte, mas o que chamou mais atenção foi a criatividade dos garotos.

Os estudantes usaram material reciclável, boa vontade e criatividade para encantar os visitantes. Garrafas de água se transformaram em base para o jogo de argolas; garrafas de refrigerante viraram carros, caminhões, vai-vai e tratores; papelão serviu como base para o jogo de damas, cujas peças eram tampinhas plásticas; copos se transformaram em telefones sem fio, pratos de papelão viraram coloridos quadros, discos de vinis foram transformados bandejas; e os pedaços de papel e papelão viraram estilizadas embalagens de presentes.

Durante a Feira de Ciência, os estudantes também mostraram que aprenderam as lições de preservação que foram repassadas pelos educadores ambientais da Emlur. Eles fizeram painéis mostrando o tempo que leva para decompor cada tipo de material e os problemas que o lixo acarreta ao meio ambiente. Os garotos ainda mostraram para os visitantes da feira, como deve ser feita a coleta seletiva. Usando a criatividade, transformaram fizeram as lixeiras para a coleta seletiva de papelão.

A escola Estadual Odilon Coutinho tem 571 alunos, nos turnos da manhã, tarde e noite. O diretor da instituição, Nivaldo Brito Filho, destacou que esse foi o primeiro evento aberto ao público. De acordo com ele, a feira tem dois temas principais, que são higiene corporal e meio ambiente, expostos através de trabalhos feitos pelos próprios alunos.

A vice-diretora da escola, Lígia Cordeiro de Souza, disse que na instituição procura ensinar para os alunos, qual a importância da prevenção do meio ambiente e o que se pode fazer diariamente para preservar a natureza.

Já a professora Fátima Mendonça, responsável pela série que elaborou os “brinquedos de sucata”, disse que trabalhar com o reaproveitamento de materiais é importante para mostrar como se pode mudar cuidar do meio ambiente com idéias simples. A professora Teonira Leite comentou que ficou feliz por ver que a criatividade dos alunos foi aflorada e que eles acabaram se voltando para a preservação do meio ambiente.