Estudantes participam de projeto piloto sobre patrimônio histórico

Por - em 37

A Coordenadoria de Proteção dos Bens Históricos e Culturais do Município de João Pessoa (Probech-JP) realizou nesta quarta-feira (26) mais uma etapa do projeto piloto de Educação Patrimonial, que está sendo realizado em escolas situadas dentro do perímetro do Centro Histórico da Capital. A Escola Santos Dumont foi a segunda a receber os profissionais envolvidos no projeto, que consta de aulas teóricas sobre a importância da preservação do patrimônio histórico e da identidade local. Além das aulas educativas, o projeto consta ainda de aulas práticas, com a visitação de locais de importância histórica para a cidade.

O projeto está sendo realizado com a intenção de avaliar a aceitação em quatro escolas: Frei Afonso, Damásio Franca, Monsenhor Coutinho e Santos Dumont. Em cada uma delas são escolhidas duas turmas. Durante a tarde desta quarta-feira, uma das turmas foi levada até a cidade baixa para conhecer a história e o contexto em que foi concebida. Foram visitados o Porto do Capim, o Hotel Globo e casarões históricos. Ainda incluído nesse passeio, o artista plástico e arquiteto Sóter Carreiro ministrou oficina de aquarela.

O Programa de Educação Patrimonial visa principalmente difundir a importância da herança cultural e sensibilizar todos os segmentos da população da cidade, iniciando pelo mais jovens – os estudantes –, tendo em vista a contribuição na formação de agentes co-responsáveis na preservação do patrimônio cultural.

A Educação Patrimonial tem o objetivo de possibilitar o conhecimento, o acesso à informação e a conservação dos bens culturais para que a sociedade possa sentir-se mais interessada pelos bens, que pertencem a própria sociedade. A partir destas ações, a população poderá iniciar um melhor processo de avaliação da importância de sua cultura e educação, possibilitando ainda a visão do passado no presente, através de objetos, tradições e lugares preservados.

De acordo com o projeto, professores devem realizar as palestras voltadas às crianças com a faixa etária e o assunto pré-definido. Já as palestras e as visitas públicas objetivam a propagação do conhecimento, mediante um processo ativo de apropriação e valorização da herança cultural.

Para execução, o projeto de Educação Patrimonial da Probech contou com o apoio da Secretaria de Educação de João Pessoa e das escolas selecionadas. A primeira a receber os profissionais envolvidos no projeto foi a escola municipal Frei Damião.