Estudo sobre crianças em situação de rua enviado a órgãos da Justiça

Por - em 58

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) encaminhou na manhã desta segunda-feira (24) para o Juizado da Infância e da Juventude e às Promotorias da Cidadania e Infância e Juventude, o relatório pesquisa ‘Crianças e Adolescentes em Situação de Rua na Cidade de João Pessoa’.

O secretário de Desenvolvimento Social, Alexandre Urquiza, explica que a pesquisa é o primeiro passo importante e necessário para se traçar políticas consistentes de enfrentamento a essa problemática. “Primeiro, porque iremos executar – nos meses de março e abril de 2009 – um censo com foco na criança e adolescente em situação de rua no nosso município”, adiantou.

A pesquisa ‘Crianças e Adolescentes em Situação de Rua na Cidade de João Pessoa’ foi realizada nos dias 12,14 e 15 de dezembro de 2007, para subsidiar e direcionar ações voltadas para esse público. Durante a pesquisa, realizada pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), foram encontradas 1256 crianças e adolescentes em situação de rua, em 68 pontos da Capital. Destas 959 dormem em casa (voltam para casa -dia/noite), 92 voltam raramente para casa, 66 dormem nas ruas, e 45 moram efetivamente nas ruas. O estudo mostrou também que 74% deles tinham o perfil de trabalhadores infantis.

Na avaliação do secretário, os números da pesquisa mostram que a administração municipal está no caminho certo. “Acreditamos que a implantação dos espaços de acolhimento de crianças e adolescentes, com as duas casas de acolhida – sendo uma masculina e outra feminina; uma casa de passagem para dar apoio ao recâmbio de crianças e adolescentes que não são do município de João Pessoa; e o Centro de Formação Margarida Pereira, com o objetivo de promover atividades ocupacionais, educativas, artísticas, culturais e esportivas, que tenham como foco a construção da cidadania e várias outras ações nas áreas da educação e saúde, são fundamentais para que essa realidade seja enfrentada”, declarou.