Evento beneficente de combate ao câncer traz Adilson Ramos

Por - em 24

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) através da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) vai trazer à Capital paraibana o cantor e compositor fluminense, radicado no Recife (PE), Adilson Ramos. Recordista de vendas de discos e com mais de 50 anos de carreira, ele será a atração da ação beneficente realizado pela Rede Feminina de Combate ao Câncer da Paraíba (RFCC), nesta quinta-feira (1º), no Jangada Clube. A apresentação do artista está prevista para acontecer a partir das 21h. Toda a renda do evento, cuja entrada custa R$ 15, será revertida para os trabalhos filantrópicos da instituição, que não têm fins lucrativos.

Lançado antes do movimento musical conhecido como Jovem Guarda, Adilson Ramos inspirou-se nos antigos baladeiros do rock, como Paul Anka e Neil Sedaka. Seu trabalho também recebeu influências de ídolos brasileiros da época, a exemplo de Cauby Peixoto e Orlando Dias. Com base em todas essas vertentes, ele terminou por criar seu próprio estilo pop romântico.

Adilson Ramos nasceu em abril de 1945, na cidade de Campo Grande, no Rio de Janeiro. Aos nove anos de idade recebeu do pai uma sanfona de quatro baixos e começou a tocar o que ouvia nas rádios, chegando a estudar música em escola especializada. Sua primeira composição foi aos 11 anos de idade.

Depois de vários álbuns gravados, em 1977 Adilson Ramos lançou o nono trabalho, intitulado “Eu e o Tempo”, que lhe renderia milhões de cópias. A partir dele, foi imortalizado o pot-pourri de seus maiores sucessos na década de 60, como as duas parcerias com Armelindo Leandro, “Sonhar Contigo” e “Sonhei com Você”, além de “Duas Flores” (Jorge Smera e Othon Russo), “O Relógio” (Roberto Cantoral – versão Nely B. Pinto) e “Tão Somente uma Vez” (Agustin Lara – versão Waldomiro Bariani Ortêncio).

Programação – antes de Adilson Ramos subir ao palco, a Rede Feminina de Combate ao Câncer preparou para o público presente uma programação extensa, que começa a partir das 18h. A partir desse horário, haverá mais shows com os artistas Renata Arruda e Zé Filho, além da apresentação da Companhia de Dança Lunay.

O evento do dia 1º de dezembro faz parte da abertura da XV Exposição Natalina, que segue até quarta-feira (4). A ação de solidariedade é promovida todos os anos pela RFCC. O objetivo é arrecadar recursos financeiros, destinados à manutenção da Casa de Apoio ao Portador de Câncer.