Evento reúne 300 estudantes do município no bairro do Bessa

Por - em 22

Mais de 300 alunos da rede municipal de ensino da Capital participaram na manhã desta sexta-feira (13) do ‘Freedom’, evento organizado pela Fundação Cidade Viva, localizado no bairro do Bessa, em parceira com a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através das Secretaria de Educação (Sedec) e Esportes (Sejer). Dança, música, teatro e exibição de vídeos foram instrumentos de conscientização e combate ao uso de drogas. O auditório da fundação ficou lotado de estudantes que puderam interagir em todas as atividades e transformar uma ação extra-classe em um momento de festa e educação.

O vice-prefeito da Capital, Luciano Agra, esteve presente ao evento. Para ele, este tipo de interatividade atende os preceitos educativos que vem sendo desenvolvido dentro das políticas públicas do município. “A interação dos nossos alunos com a sociedade civil é muito importante porque promove o dinamismo no âmbito da cultura e do esporte. E o evento de hoje sensibiliza os estudantes quanto a necessidade de se fazer um combate ao uso de drogas através do esporte e da arte”, disse.

Para uma das organizadoras do evento ‘Freedom” – Fundação Cidade Viva, Danuta Nóbrega, a atividade teve a função de promover a educação através de conceitos cristãos. “A palavra de Deus é o nosso instrumento para despertar o interesse dos jovens. Em todas as nossas ações, a Prefeitura de João Pessoa é uma das nossas parceiras. Para nós, a união dos movimentos sociais só vem a acrescentar”, falou Danuta.

Nos vídeos foram exibidos histórias de algumas pessoas que se envolveram com drogas e que superaram o vício. Um dos palestrantes foi o lutador paraibano de Jiu-jitsu, Marcelo Vitor, campeão brasileiro de 2009. Ele foi um exemplo de quem conseguiu vencer a dependência das drogas através do esporte. No fim da atividade, todos os participantes responderam a um questionário que será encaminhado para as escolas municipais. “Todo esse trabalho é para mostrarmos que os jovens devem curtir a vida, mas com responsabilidade e sem drogas acrescentou o gestor de Captação da Fundação Cidade Viva, Ricardo Lubambo.

O aluno da 5ª série da Escola Francisca Moura, do bairro de Mandacaru, Eduardo Pereira, disse que pela primeira vez, teve a oportunidade de participar de uma festa tão animada. “Hoje foi um dia diferente para mim. Eu estou achando o máximo”, descreveu o aluno. Mas ele não deixou de enfatizar que também aprendeu que usar droga faz mal à saúde. “Droga é muito ruim. Só faz mal na vida da gente”, falou Eduardo.