Exposição ‘Universo Feminino’ reúne trabalhos de 33 artistas paraibanas

Por - em 26

A exposição coletiva ‘Universo Feminino’, comemorativa ao ‘Dia Internacional da Mulher’, composta por obras de 33 artistas, entra em cartaz, a partir desta quinta-feira (6), na Unidade Cultural Casarão 34, localizada na Praça Dom Adauto, 34, Centro. A atividade faz parte da campanha ‘Cidadania Ativa para as Mulheres’.

A cerimônia de abertura acontece às 19h, com apresentação musical da pianista Isa Y Plá, e a encenação de um espetáculo teatral baseada no texto ‘15 Anos Depois’, de Bráulio Tavares, com Petra Ramalho e Everaldo Vasconcelos. A realização é da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por intermédio da sua Fundação Cultural (Funjope).

‘Univeso Feminino’ – É o título da exposição formada por pinturas em acrílico sobre tela e óleo sobre tela, desenhos, fotografias, esculturas e cerâmicas, que fica em cartaz até segunda-feira (17) e mostra as obras das artistas Alena Sá, Ana Lúcia Pinto, Cejane Ramos, Célia Godim, Célia Romeiro, Cristina Strapação, Daniela Brosseghini, Daniela Gomes, Evanice Santos, Fátima Queiroga, Fernanda Rolim, Germana Bronzeado, Glória Pordeus, Jô Cortez, Josineide Fonseca, Lília Tandaya, Lúcia França, Margarete Aurélio, Maria José Porto, Marletti Assis, Mônica Câmara, Nadja Lacerda, Natasha Porto, Raisse Herculano, Raquel Gomes, Rogéria Gomes, Rose Catão, Salomé Sarmento, Sandra Adélia, Sandra Elorsa, Lu Maia, Francinete e Marinês.

A artista plástica Lúcia França, chefe da Divisão de Artes Plásticas da Funjope, fala da importância de uma exposição desta natureza. “Esta exposição coletiva reúne artistas mulheres que estão em plena produção nas mais diversas áreas, como fotografia, cerâmica, pintura, escultura. Enfim, em todas as técnicas nossas artistas estão bastante estimuladas e antenadas com o fazer artístico. A Funjope inserida neste contexto das homenagens ao mês da mulher vem por meio desta exposição mostrar um panorama de todos os estilos e técnicas da nossa essencial ‘arte feminina’. Esta exposição é uma coletânea do olhar feminino sobre o cotidiano, sobre a vida”, explicou.