Exposição de poemas abre Ano Cultural Sérgio de Castro Pinto

Por - em 54

Emoção e muito entusiasmo marcaram a abertura do “Ano Cultural Sérgio de Castro Pinto”, na tarde desta segunda-feira (1°), no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM) da Prefeitura de João Pessoa (PMJP). O evento, que é coordenado pela Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) homenageia este ano, o poeta e professor paraibano e sua trajetória literária que engrandece o cenário artístico, educacional e cultural do nosso Estado.

O prefeito Ricardo Coutinho, que assinou o Decreto de Instituição do “Ano Cultural Sérgio de Castro Pinto”, disse que “a escolha de Sérgio faz parte da intenção do governo municipal em formar cidadãos preparados para vida, onde a poesia do paraibano possa ser motivo de experimentação do humano e da criatividade para o ensino e a aprendizagem”.

O poeta, jornalista e professor paraibano Sérgio de Castro Pinto, presente na solenidade, enfatizou sua grande emoção por ser um artista vivo recebendo estes méritos. “Quero agradecer ao prefeito e a secretária da Educação por este momento. São 40 anos de poesia em um país que tanto nos desvaloriza, por isso, me sinto tão gratificado. Me coloco à disposição para conversar com alunos sobre minha poesia e trocar experiências, o que será muito salutar para minha vida”, disse o poeta.

A secretária de Educação, Ariane Sá, apresentou os prêmios para alunos da rede envolvidos nas atividades. Entre as premiações estão: ‘“Estudante Destaque”, com a produção de poesias com o tema “Uma viagem pelo mundo animal”, e o de ‘Ilustração’, no qual será realizada a representação gráfica de poesias, além do projeto interdisciplinar Poesia na Escola. Os prêmios incluem computadores, MP4s, data-shows e máquinas fotográficas.

Na abertura do evento foi divulgada também a realização do projeto “Escola-Irmã”, que pretende incentivar a relação entre as escolas municipais e as demais unidades de ensino das proximidades, sejam estaduais ou particulares, dentro do Ano Cultural. Para isso, serão promovidas atividades literárias de interação entre os alunos das duas escolas.

Para prestigiar a iniciativa da prefeitura municipal com o Ano Cultural Sérgio de Castro Pinto, estiveram presentes os grandes nomes da intelectualidade paraibana, como o professor e crítico literário João Batista de Brito; o presidente da Academia Paraibana de Letras, professor José Octávio de Arruda Melo; o escritor e membro da APL, Joacil de Brito, além de autoridades, artistas e professores.

O evento teve início com a exposição de reproduções dos poemas do livro O zôo Imaginário, ilustrados pelo artista plástico Flávio Tavares que, presente na abertura do evento, se colocou também à disposição para realizar oficinas com os alunos sobre ilustração. “Quero compartilhar com as crianças a criação de como o desenho sai das palavras”, disse emocionado.

Em seguida, foi exibido o documentário “O Apanhador de versos”, sobre o poeta paraibano, produzido pela TV Cidade de João Pessoa. Um dos momentos mais emocionantes foi a leitura dramática de alguns poemas de Sérgio de Castro Pinto pela atriz e professora Marinalva Rodrigues.O encerramento contou com a palestra do professor da UFPB, Arturo Gouveia, que falou sobre a obra do poeta paraibano.

Programação – A Sedec iniciou uma extensa programação no desenvolvimento do Ano Cultural. Nesta terça-feira (02), professores e gestores participam do “Seminário Sérgio Castro Pinto – Diálogos Poéticos na Escola”, das 8h às 18h, no auditório do CAM. Já em julho, haverá a produção da exposição fotográfica: “Olhares sobre o cotidiano dos animais na cidade de João Pessoa”.

Em setembro e outubro, os alunos poderão se inscrever para os prêmios e entregar sua produção de materiais à comissão de organização do Ano Cultural. Em novembro, encerram-se as atividades com a exposição e premiação aos participantes.

O projeto Ano Cultural é uma iniciativa da PMJP desenvolvida desde 2007, com o objetivo de homenagear uma personalidade paraibana de destaque no cenário cultural brasileiro e incentivar o estudo de suas produções nas escolas municipais. A 1ª edição do programa homenageou Ariano Suassuna e, em 2008, José Lins do Rego. Agora, chegou a vez da poesia paraibana, no seu ilustre representante Sérgio de Castro Pinto.