Exposição fotográfica encerra atividades do projeto Férias no Parque

Por - em 44

Fotografias feitas pelas crianças e adolescentes que participaram da oficina “Uma criança, um olhar, uma imagem” foram expostas no Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica) para os visitantes. A atividade encerrou a programação de oficinas do projeto Férias no Parque, realizado durante todo o mês de janeiro para crianças e adolescentes.

As oficinas do projeto foram planejadas com base nos princípios da arte-educação e executadas pelos condutores ambientais comunitários, que trabalharam os temas relacionados ao meio ambiente de forma lúdica e comunicativa.

O projeto ofereceu atividades como oficinas de confecção de cartões, onde foram trabalhados temas como coleta seletiva, consumo consciente e sustentabilidade; e de origami com formas de animais e plantas, que abordou a importância da preservação da flora e fauna para a sustentabilidade do planeta.

As crianças e adolescentes também participaram de trilhas pela Bica, com paradas em frente aos recintos dos animais e das árvores, para explicações sobre hábitos, biologia e curiosidades.

Projeto Condutores Ambientais Comunitários – Em 2011 a ação dos condutores ambientais contribuiu para que o Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a Bica, superasse a meta inicial de 115 mil visitantes, totalizando 119.674 visitas.

O projeto dos condutores ambientais surgiu a partir de um convênio, celebrado entre a Prefeitura de João Pessoa e a organização não governamental Casa Pequeno Davi. Com foco nas comunidades Asa Branca e Roger, no entorno da Bica. O projeto selecionou jovens entre 18 e 26 anos e promoveu cursos de Educação Ambiental, Zoologia, Botânica, Escotismo, Língua Inglesa, Linguagem de Sinais, Direito Ambiental e História da Paraíba e do Parque Zoobotânico Arruda Câmara.

Na opinião do diretor da Bica, Edilson Parra, a ação dos condutores ambientais possibilitou a prática efetiva da educação ambiental. “Isso se reflete na mudança de atitude dos visitantes, que adotaram uma postura mais responsável e respeitosa com os animais e o ambiente e relataram, ainda, que tiveram uma referência positiva, comparando a qualidade da Bica com parques de grandes capitais, como São Paulo”, explicou.