Atalhos


Extremo Cultural atrai visitantes e movimenta economia
20 jan 13

A- A A+

A programação do projeto ‘Extremo Cultural – Onde o Som Toca Primeiro’, promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), tem trazido cultura e entretenimento aos pessoenses e impulsionado a economia local ao incentivar a vinda de turistas. O evento que já trouxe artistas como Kid Abelha, Maria Gadu, Roupa Nova e Milton Nascimento, consegue reunir milhares de pessoas na cidade, aumentando a ocupação hoteleira e o faturamento de comerciantes.

A professora brasiliense, Maria Arlete, chegou a João Pessoa no último dia 10 e pretende passar 14 dias na cidade. “Esta é a segunda vez que venho a João Pessoa com minha família. A cidade é linda e as pessoas são hospitaleiras. No ano passado, fui surpreendida com uma ótima programação cultural e por isso voltei”.

A família e os amigos da também brasiliense Maria Rodrigues vêm retornando à cidade nos últimos anos. “João Pessoa é muito convidativa ao turismo. Há praias lindas, shows fantásticos, além de toda uma programação cultural e infraestrutura turística, com bons hotéis, bares e restaurantes”, disse ela, que está com um grupo de 11 pessoas. “A cada ano, mais pessoas nos acompanham nas viagens”, destacou ela.

O casal paulista Antônio e Cleane Rodrigues tem feito turismo na cidade nos últimos 40 anos. “Não nos cansamos de vir aqui. É uma cidade muito agradável e com muitas belezas naturais”. Outra família de São Paulo é a de Leila e Ezequiel Rodrigues. Pela primeira vez na cidade, eles estão encantados com as praias. “Nós decidimos vir para cá por conta do que vimos de publicidade. Vamos ficar uma semana e queremos aproveitar todas as atrações disponíveis para nós, turistas, incluindo a programação cultural aqui na praia”, disse Antônio.

Exterior – Pela primeira vez visitando João Pessoa, o turco Kaya Koseoglo disse ter achado lindas as praias e as manifestações culturais locais. “Os shows na areia da praia são muito boas atrações para os turistas”, destacou ele, que decidiu vir à cidade a convite de um amigo italiano apaixonado pelas praias da Capital paraibana.

Ocupação – De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira da Paraíba (ABIH-PB), a ocupação nos hotéis no mês de janeiro deve ficar em torno dos 95%. No Imperial Hotel, por exemplo, o gerente de recepção, Ramon Jorge, disse que a ocupação chega a 100%, dependendo do final de semana.

“Temos recebido muitos turistas de Brasília e São Paulo. Eles elogiam a limpeza e a segurança de João Pessoa, mas o que mais gostam são as praias. Esta ideia da Prefeitura de trazer grandes atrações nacionais e artistas locais atrai muita gente aos shows. É uma programação que os turistas apreciam muito”.

Faturamento - Os bares e palhoças localizados no entorno do Busto de Tamandaré também lucram com o projeto Extremo Cultural. Segundo Codmo Alves, que trabalha em um bar de frente para o palco montado no Busto de Tamandaré, o faturamento nas noites de shows aumenta em até 100%. “O mês de férias já é muito bom, mas quando há atrações na praia, vendemos muito mais. Queremos que continue assim nas próximas semanas”.

Até a vendedora de coco, Maria Auxiliadora, comemora o aumento nas vendas. “Quando tem show, a praia abriga um mar de gente, então são mais pessoas para comprar coco e água. Quem não quer se refrescar em uma noite de verão?”, indaga.

Confira os próximos shows:

25/01 – Diogo Nogueira e Beto Brito (Ponto de Cem Réis)

26/01 – Alcione, Gustavo Magno e Diana Miranda (Busto de Tamandaré).