Extremotec já possui mais de 60 novas empresas interessadas em aderir ao projeto

Por Samara Souza - em 400

O Polo de Tecnologia Extremo Oriental das Américas (Extremotec) já recebeu o pedido de adesão de mais de 60 empresas desde o lançamento do projeto que aconteceu na última quinta-feira (30). A informação é do secretário de Ciência e Tecnologia (Secitec) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), Durval Ferreira. Segundo ele, desde a entrega de 34 certificados de adesão para empresas do setor de tecnologia e inovação de João Pessoa, o polo de tecnologia tem recebido a atenção do empresariado local e estadual.

Considerada a melhor Capital para se viver no Nordeste e com mão de obra qualificada oriunda das universidades, João Pessoa já chamava a atenção dos empresários que buscavam exatamente por isso. “Além da aprovação da lei que criou o Polo de Tecnologia, a redução do ISS de 5% para 2% foi o primeiro passo nesta transformação tecnológica pela qual passará a Capital nos próximos meses, a tendência é que esse número de pedidos de adesão se concretize e aumente a cada mês”, afirma o secretário Durval Ferreira.

Ainda de acordo com o secretário, os benefícios que são atrativos aos empresários do ramo vão além de concessão de incentivos. “Qual empresário do ramo de tecnologia não gostaria de ter a sua disposição um ambiente conectado com universidade, poder público e iniciativa privada, com o melhor em pesquisa e tecnologia de ponta desenvolvida em João Pessoa? Esse é um dos maiores benefícios do Extremotec que possibilitará um salto no desenvolvimento de empresas deste tipo, além de movimentar a economia da nossa cidade”, complementa Durval.

A comissão gestora do Polo é composta pelas secretarias de Ciência e Tecnologia (Secitec) e da Receita Municipal (Serem) da Prefeitura Municipal de João Pessoa, além da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado da Paraíba (Fecomércio), Sebrae, Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Sociedade de Usuários de Tecnologia da Paraíba (SUCESU-PB).

Sobre o Extremotec – Localizado em João Pessoa, abraçando o ponto mais oriental das Américas, o Farol do Cabo Branco, o Polo Extremo Oriental das Américas (Extremotec) será um parque tecnológico pensado para atender a vocação de mercado de João Pessoa, mas que possa ser ampliado para todo o Estado.

A estrutura de funcionamento do Polo é oriunda de um modelo conhecido mundialmente por Hélice Tríplice envolvendo governo, iniciativa privada e academia presente em toda base de construção de iniciativas de inovação em todo o mundo.

O Polo Extremotec vai atuar no setor de Tecnologia da Informação (TI) e fomentar a Economia Criativa, oferecendo um ambiente que incentive novos negócios para estimular o desenvolvimento de startups, atraindo indústrias e empresas da Economia Criativa (EC). O Polo também atuará no apoio a projetos de ensino, pesquisa e extensão com ênfase em ciência e tecnologia.