Família com 4 pessoas gasta R$ 150 por mês com itens da cesta básica

Por - em 831

O pessoense está gastando em média R$ 150,00, por mês, para manter uma família com quatro integrantes, considerando os menores preços de cada produto da cesta básica. A constatação é do Procon de João Pessoa após pesquisa de preços de 25 itens na Capital. Pela primeira vez, a equipe do Procon levou em consideração, além de alimentos, o valor cobrado pelos produtos de limpeza (sabão em pó, detergente, sabão em barra e água sanitária) e higiene pessoal (papel higiênico, creme dental, sabonete, desodorante spray e absorvente).

Na nova pesquisa, os 25 itens foram listados de acordo com os menores preços. A equipe do Procon fez o cálculo tendo como base o consumo mínimo mensal de uma família composta por quatro pessoas, que consome, por exemplo, 4 quilos de arroz (tipo 2), cujo menor valor é R$ 1,49. Essa quantidade de arroz consumida por mês chega a R$ 5,96.

O maior gasto da família pessoense, segundo a pesquisa, é com sabão em barra e açúcar. Os pesquisadores ouviram chefes de família para certificar a quantidade, em média, de cada produto consumido. Nas entrevistas, foi apontado o consumo de 10 unidades de sabão em barra, o que representa um gasto de R$ 21,90 do total de R$ 150,45 empregados na cesta básica. Já para comprar 8 quilos de açúcar são necessários R$ 15,60.

Dos itens presentes na cesta básica, a maior variação ainda continua sendo no valor cobrado por 500 gramas do fubá, que apresenta diferença de 142%. O menor preço encontrado é R$ 0,49 e o maior R$ 1,05.

A carne, frango e peixe foram alvo de uma pesquisa à parte. A carne mais barata é o fígado bovino, que custa R$ 5,29 o quilo. Já o filé bovino é o mais caro, R$ 24,99. O frango congelado está sendo comercializado por R$ 3,48 o preço mais baixo. A pesquisa verificou ainda os preços dos pescados que aparecem com variação de até 65,1% no valor cobrado pelo quilo do peixe serra, que custa entre R$ 8,90 e R$ 14,69.

A equipe de pesquisa visitou oito supermercados da Capital. A pesquisa detalhada com indicação dos melhores preços e estabelecimentos pode ser conferida na sede do Procon, na avenida Pedro I, Centro.