Festejos juninos acabam em JP e população aprova festa

Por - em 24

Centenas de pessoas marcaram presença ontem, na Praça Antenor Navarro, no Centro Histórico, para prestigiar a última noite do ‘São João João Pessoa – O melhor da Gente’, realizado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da sua Fundação Cultural (Funjope). Durante os seis dias de festa, passaram pelo local mais de 30 mil pessoas, que puderam aproveitar uma festa tranquila, em que não foi registrada nenhuma ocorrência policial grave.

Na noite deste domingo (28), véspera de São Pedro, se apresentaram no palco principal o forrozeiro Biliu de Campina e os Três do Nordeste. Biliu lembrou a homenagem ao ‘rei do ritmo’, Jackson do Pandeiro. Enquanto os Três do Nordeste empolgaram o público com muito forró pé-de-serra.

Para a funcionária pública, Rose Cavalcante, o Governo Municipal acertou na escolha das atrações. “A festa foi muito boa. Eu sempre costumava viajar no São João e, este ano, decidir brincar aqui mesmo e não me arrependo. Que festa boa, muito segura e organizada”, comemorou.
 
Já a moradora do bairro de Mangabeira, Conceição da Silva, disse ter se divertido muito. “Eu adorei o show de Biliu de Campina ele é muito autêntico. Também gostei do show de Santana, foi o melhor. Fiquei super feliz em vê uma festa dessa na minha cidade”, comentou.
 
Os comerciantes também fizeram uma avaliação positiva deste São João. José Antônio da Conceição é comerciante e sempre participa dos festejos no Centro Histórico. Para ele, a escolha do horário foi excelente. “Não tive problemas e não vi confusão. Eu comercializo bebidas alcoólicas, por isso é complicado ficar até tarde. Minha avaliação é positiva, superou minhas expectativas”, comenta.

Segundo Adelson Cavalcante, capitão da Polícia Militar, cinco mil pessoas caíram no forró neste domingo. Ele avaliou a festa como bastante tranqüila. Segundo ele, nenhuma ocorrência grave foi registrada. Um fator determinante para esta estatística positiva foi o horário de realização. “Com a festa encerrando sempre, no máximo, às 2h, não foi possível ver ninguém ‘passando da conta na bebida’. Isso influi positivamente no nosso trabalho. Uma festa tranqüila, assim eu classifico”, destacou.