Festival de Xadrez reúne 450 estudantes na Praça da Paz

Por - em 54

Cerca de 450 estudantes participaram do 1º Festival de Xadrez da rede municipal de ensino, neste sábado (28), na praça da Paz, nos Bancários. O evento foi promovido pela coordenação do projeto ‘Xadrez Escolar’, da Secretaria de Educação e Cultura do Município (Sedec) e teve apoio da Secretaria de Esporte, Juventude e Recreação (Sejer). O objetivo dos organizadores foi promover e integrar os alunos da Capital na prática do xadrez na comunidade escolar.

Durante todo o dia ocorreram partidas simultâneas e competições de xadrez nas seguintes modalidades: xadrez pensado (com cronometragem), xadrez simultâneo e xadrez rápido. Foi realizada ainda uma oficina de xadrez ecológico ministrada pelo músico Chico Viola. Alunos e orientador confeccionaram peças e tabuleiros de xadrez a partir de jornais velhos, além de organizarem um tabuleiro gigante: as peças foram representadas pelos alunos dos Centros de Educação Infantil (Creis).

Para a coordenadora pedagógica do projeto, Lili Cavalcanti, o grande destaque do evento foi o comprometimento ético dos alunos personificados em sua maneira de interagir com o ambiente durante os jogos. Foi o caso da estudante Vivian Rodrigues. Ela obteve o 1º lugar no Xadrez escolar dos Jogos Escolares da rede municipal em 2009 e também participou do evento promovido no sábado (28). “Acho muito importante a divulgação de projetos como esse. O xadrez, dentre outras coisas, desenvolve a inteligência e o raciocínio e ajuda a ter mais concentração no estudo, sobretudo em matérias como matemática”, declarou a estudante.

Atualmente, 2.500 alunos são atendidos pelo projeto Xadrez nas Escolas, que abrange 90 unidades da rede municipal. O xadrez tem oportunizado o crescimento intelectual dos alunos, bem como o exercício da ética e do respeito mútuo, elementos importantes para este esporte. De acordo com o coordenador geral do projeto, Chico Cavalcanti, o número de praticantes em escolas municipais de João Pessoa é inédito no Brasil. É a importância do xadrez na ferramenta educacional. Trabalhamos com crianças em situação de risco social, mostrando as oportunidades, fazendo-as enxergar novos horizontes. Isso é bom, pois também valoriza o estudante, avaliou.