Folclore nordestino é destaque em encenação do Auto de Natal

Por - em 23

O Auto de Natal, encenado na tarde desta quinta-feira (17) pelas crianças que estudam nos Centros de Educação Infantil (Creis), levou ao palco montado no Ponto de Cem Réis a história do nascimento de Jesus, narrada a partir de personagens do folclore nordestino. Cores, alegria e descontração foram os ingredientes predominantes que as crianças utilizaram para apresentar 11 cenas, recheadas por músicas populares e brincadeiras de roda.

O evento, que contou com a presença do prefeito Ricardo Coutinho, foi realizado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através de sua Secretaria de Educação (Sedec). Crianças entre três e cinco anos, juntamente com as professoras dos Creis, trabalharam as coreografias durante todo o ano.

A apresentação faz parte do Projeto Dança na Escola, que tem o objetivo de desenvolver o potencial criativo dos alunos, de ampliar seu acervo motor e da sua expressão, bem como de contribuir para a melhoria de auto-estima, desinibição e relações interpessoais.

A encenação começa com várias meninas vestidas de bonequinhas festejando a chegada de um presente: Jesus. Em seguida, os pastores, numa brincadeira de roda, dançam e esperam a chegada de José e Maria. A primeira estrela trás o menino Deus nos braços e o entrega à Maria.

Para festejar o nascimento, crianças fantasiadas de vários animais, como ovelha, vaca e borboleta, dançam em volta de Jesus. De longe vieram as pastoras e os boizinhos, que dançaram para o Menino Deus. O espetáculo segue com a presença dos anjos, dos três Reis Magos, as ciganas do Egito, caboclinhos e camponesas, todos juntos festejando o Natal como uma brincadeira de criança.

Participaram do Auto de Natal, os Creis: Maestro Pedro Santos, Vera Lúcia, José de Carvalho, Roberto Vieira, Rosa Andrade, Francisco Porto, Floriano Augusto, Maria de Lourdes, Margô Trindade, Maricelli, João Gambarra, Dom Marcelo, Marinete Paiva, Maria José M. Buriti, Júlia Ramos, El Shadai, Frei Afonso, Assis Tavares, João Tota, Antonieta Aranha, Dona Tona, Vicente Chaves, Oduvaldo Batista, Noemia Trindade, Gertrudes e Estelina Nunes.